Secretaria do Vasco recebe recurso de Roberto Monteiro e Edmilson Valentim contra expulsão

Ex-presidentes do Conselho Deliberativo e do Conselho Fiscal, Roberto Monteiro e Edmilson Valentim entraram com recurso na Secretaria do Vasco contra expulsão do quadro social. Em sessão do Conselho Deliberativo, no dia 28 de maio, ambos foram excluídos por supostas infrações ao estatuto do clube.

O recurso pedindo a anulação da decisão tomada pelo Conselho Deliberativo foi protocolado na última terça-feira.

No documento, os sócios Beneméritos alegam que o “processo administrativo é fruto de perseguição política derivada do antagonismo protagonizado e agravado no pleito eleitoral de 2020, em especial nas ações judiciais em que os recorrentes litigaram e ainda litigam com boa parte dos dirigentes atuais do clube”. Assim, Roberto e Valentim defendem que o julgamento aconteceu sem imparcialidade.

Segundo argumentam no pedido, o “presidente do Conselho Deliberativo (Carlos Fonseca) é inquestionavelmente suspeito/impedido para processar e julgar os recorrentes. O mesmo ocorre em relação ao presidente Jorge Salgado e o conselheiro Júlio Brant”. Os requerentes citam ainda arbitrariedades que impossibilitaram sua defesa na sessão do conselho.

Entenda

Em 23 de fevereiro de 2021, seis associados solicitaram abertura de investigação contra os ex-presidentes de poder do Vasco – Roberto Monteiro (Conselho Deliberativo), Silvio Godoi (Conselho de Beneméritos) e Edmilson Valentim (Conselho Fiscal). O objetivo era apurar se houve descumprimento do estatuto por parte deles na elaboração da lista de sócios aptos a voto na última eleição.

Uma Comissão de Inquérito foi instalada em 4 de março por decisão de Carlos Fonseca, presidente do Conselho Deliberativo. O relatório da apuração foi apresentado em 3 de maio.

O relator da Comissão de Inquérito, Marcelo Simon da Silva, concluiu que havia indícios para aceitar a denúncia contra Monteiro, Valentim e Godoi no caso da exclusão dos sócios anistiados da lista. O relator defendeu ainda o arquivamento da denúncia contra Monteiro, Valentim, Godoi e Alexandre Campello (então presidente da Diretoria Administrativa) no caso da inclusão de associados não recadastrados na lista.

As duas votações na comissão tiveram aprovação das posições do relator por maioria de votos. Nos dois casos, dos nove integrantes da comissão, dois votaram contrariamente.

Antes da apreciação do caso pelos conselheiros, o Conselho de Beneméritos havia se posicionado a favor do arquivamento da denúncia. Em despacho assinado em 25 de maio, o presidente Antonio Peralta escreveu que a acusação não se sustentava.

Na sessão do dia 28 de maio, a exclusão do advogado Roberto Monteiro, ex-vereador e ex-candidato à presidência do Vasco, foi decretada com 147 votos a favoráveis, 39 contrários, e 26 abstenções. A expulsão de Edmilson Valentim, que atuou como deputado federal e estadual pelo Rio de Janeiro, deu-se com 143 votos a favor, 47 contrários e 22 abstenções.

Fonte: GloboEsporte.com

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠