Andrey: ‘Se não mudar, vamos continuar na Série B. A pressão é enorme. O Vasco é gigante’

A derrota por 2 a 0 para o Operário-PR irritou o volante Andrey, do Vasco. Ao final do jogo, disputado na noite deste sábado, dia do aniversário de 123 anos do clube, o jogador desabafou. Pediu desculpas à torcida e se disse envergonhado com a campanha na Série B.

O volante saiu do tom padrão das entrevistas pós-jogo e usou palavras fortes para expressar o que estava sentindo. Lembro que foi criado no clube de São Januário que o time não pode “esperar chegar ao fundo do poço para reagir”.

– Sinceramente, eu, como cria do Vasco, aqui desde os cinco anos, tenho vergonha de vir aqui falar para os nossos 20 milhões de torcedores. Temos de ser duros com a gente mesmo. Não adianta esperar chegar ao fundo do poço para reagir. É duro. Tenho vergonha na cara. Me sinto desrespeitando a torcida do Vasco. Peço desculpas a todos. Temos de sentar a cabeça no travesseiro para mudar a chave – disse.

Em seguida, Andrey afirmou que a torcida pode cobrá-lo e que estava com vergonha de falar. Ele se disse um representante dos torcedores no gramado:

– Temos de ter senso que está uma m…, uma bosta. Se não mudar, vamos continuar na Série B. A pressão é enorme. O Vasco é gigante. Temos de reverter. O lugar do Vasco é na Série A. Sentimento de m… de estar aqui falando e desrespeitando a torcida do Vasco. Pode falar de mim, pode reclamar. Desculpa torcida, mas eu vou dar a cara. O Vasco não merece isso. Eu sou um representante da torcida em campo e vou junto com meus companheiros tentar mudar isso.

O Vasco chegou à terceira derrota consecutiva na Série B. É o atual 11º, com 28 pontos.

Fonte: ge

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠