Lisca possui aproveitamento inferior ao de Marcelo Cabo no Vasco

A cada rodada, o Vasco vê a possibilidade de voltar à Série A do Campeonato Brasileiro ficar mais longe e a crise ganhar novos capítulos. A derrota para o Avaí fez com que as críticas da torcida extrapolassem o departamento de futebol e chegassem à gestão, que assumiu em janeiro, como um todo. Aposta para fazer com que o time engrenasse, o técnico Lisca tem rendimento pior que o antecessor Marcelo Cabo.

Apesar de uma entrevista coletiva muito breve, devido aos problemas de conexão, o abatimento do comandante cruz-maltino estava transparente. Também pudera. Dos 10 jogos aqui na Série B — ele ainda esteve à frente de dois confrontos com o São Paulo, pela Copa do Brasil —, são quatro vitórias, um empate e cinco derrotas, rendimento de 43,3%. Cabo, à época da demissão, tinha 50% no torneio.

Em números gerais, Lisca também não supera o ex-treinador vascaíno. Cabo, em 29 partidas, entre Campeonato Carioca, Copa do Brasil e Brasileiro, obteve 56% de aproveitamento, contra 36% do atual comandante.

Atualmente com 32 pontos, o Vasco depende de uma campanha quase que irretocável nas 15 rodadas restantes para conseguir manter viva a possibilidade de terminar o torneio no G4. A comissão técnica e diretoria se agarram ainda ao período que terão até a próxima partida, contra o CRB, no dia 16, para ainda tentar ajeitar a casa a tempo de mudar a péssima conjectura.

De acordo com o site “InfoBola”, do matemático Tristão Garcia, a possibilidade de o clube da Colina alcançar o acesso é de 8%. E vale lembrar que o duelo de ontem foi o que abriu a 23ª rodada.

“Tentamos, insistimos, trocamos… Até desguarnecemos o sistema defensivo, mas nem corremos tanto risco. Mas não conseguimos o gol. É assimilar a derrota, temos um tempo para trabalhar. Tem muita coisa a melhorar no sistema ofensivo e defensivo”, disse o técnico.

Há a expectativa de que o zagueiro Walber e o atacante equatoriano Jhon Sánchez, reforços nesta janela, possam estar à disposição para este duelo no Rei Pelé, que ganhou ares de decisivo. Não à toa, o volante Romulo, um dos mais experientes do elenco, afirmou, com toda a sinceridade, que, atualmente, o Cruz-Maltino não é um dos candidatos ao acesso.

Fonte: UOL

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠