Vasco entra no STJD com pedido de impugnação do jogo contra o Brasil de Pelotas

O Vasco da Gama ingressou no STJD do Futebol na tarde desta quarta, dia 8 de setembro, com pedido de impugnação da partida contra o Brasil/RS, pela Série B do Campeonato Brasileiro. O clube carioca alega que o erro de direito no desrespeito ao RGC e ao protocolo de utilização do var na partida. O Vasco pede ainda que o var só volte a ser utilizado nos jogos da Série B quando a CBF puder garantir seu pleno funcionamento. O pedido foi encaminhado para o presidente do STJD, Otávio Noronha.

A decisão ocorreu dias após o 1 a 1 diante do time gaúcho, partida que teve um episódio de problemas da arbitragem. Aos 37 minutos do segundo tempo, Andrey bateu falta na trave e Daniel Amorim mandou para o gol em rebote. O auxiliar Cipriano Sousa levantou a bandeira e assinalou o impedimento.

Alisson Furtado, árbitro principal, aguardou a revisão do VAR e três minutos depois confirmou o impedimento. Apesar de confirmação, as linhas não foram traçadas pelo árbitro de vídeo e, de acordo com a CBF, os problemas foram causados pelas “questões técnicas”.

Inconformado com o erro e alegando ser novamente prejudicado, o Vasco ingressou com o pedido de impugnação de partida e destacou que o episódio mais uma vez colocou em xeque a credibilidade da tecnologia que foi introduzida no futebol com a missão de assegurar a justiça das decisões tomadas pelos árbitros em campo.

Ainda de acordo com o Vasco, a marcação do gol teria gerado a vitória do clube na partida em questão, além de destacar que diversos erros não são lances isolados e confirmados nas partidas contra o Brasil de Pelotas, Internacional e Bahia. O Vasco pede então que CBF utilize o árbitro de vídeo nas partidas da Série B somente quando puderem garantir o funcionamento do var.

“Erros como este, sem qualquer dúvida, maculam o resultado de partidas, trazendo enorme desequilíbrio ao espetáculo desportivo. Por este motivo, o CR Vasco da Gama vem a este STJD manifestar sua perplexidade e profunda indignação e protestar para que o equipamento VAR só volte a ser utilizado em partidas da Série B do Campeonato Brasileiro, a partir do momento em que a CBF puder garantir as condições necessárias para seu pleno funcionamento”, escreveu o Vasco da Gama.

Alegando erro der direito decorrente do desrespeito ao RGC e ao protocolo de utilização do VAR, o Vasco solicita:

a. Seja procedida a intimação do Presidente da Confederação Brasileira de Futebol – CBF, para que este tome ciência do inteiro teor da presente e se abstenha de homologar o resultado da partida em questão até o julgamento da presente demanda;

b. Seja deferido o pedido liminar para que se determine à CBF, através de seu departamento competente, que disponibilize a gravação dos áudios e vídeos de todo o período relacionado a partida em questão.

c. Pela total procedência da presente Impugnação de partida, para que seja determinada a anulação da partida ocorrida no dia 03 de setembro de 2021 (sexta-feira), válida pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B contra a equipe do Grêmio Esportivo Brasil, na forma do inciso II do artigo 84 do CBJD.

O pedido de impugnação de partida e as provas juntadas foram encaminhadas para a análise do presidente do STJD do Futebol, Otávio Noronha.

Fonte: STJD

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠