Hoje em Singapura, Matheus Moresche revela carinho pelo Vasco e planeja um dia voltar

Matheus Moresche chegou ao Vasco ainda um garoto, em 2017, como reforço para o sub-20, vindo do Corinthians. Após um início promissor, com gols importantes, o meia-atacante não conseguiu se firmar entre os profissionais e perdeu espaço com os técnicos Alberto Valentim e Abel Braga.

Por esse motivo, chegou a ser emprestado para o Avaí e não teve o contrato renovado, deixando o Clube em janeiro de 2020. De lá para cá, acumulou passagens por diversos times no exterior, a exemplo da Bielorrússia e Singapura, onde hoje veste as cores do Geylang, chamando a atenção e acumulando bons números.

Já são 17 partidas neste ano, com 10 gols marcados e quatro assistências. O desempenho, inclusive, despertou o interesse do futebol australiano e uma transferência deve ser concretizada até o fim da atual temporada. Moresche conversou com o SuperVasco sobre esse momento que vive na carreira.

– Estou indo após o campeonato para a Austrália. A temporada em Singapura foi muito boa para mim. Fiz uma temporada de muitos gols. Ainda faltam quatro jogos, mas foi muito bom pra mim porque vinha de um ano que não joguei tanto, então precisava de minutos, de jogos, e consegui ter aqui, graças a Deus.

Quando o assunto é o Vasco da Gama, o jovem atacante não esconde o carinho e a gratidão que sente pelo time e o desejo de um dia voltar à Colina Histórica.

– Tenho vontade de voltar. É um time que devo muito da minha vida porque foi o time que me profissionalizei, que estreei no profissional, que me abriu as portas para o mundo todo e sou eternamente ao Vasco. Amo a instituição e os torcedores. Virei um vascaíno. Isso não tem preço. Ainda sigo o Vasco, gosto de ver todos os jogos, torço hoje em dia e tenho muitos amigos lá. A minha ligação é muito forte.

Fonte: Supervasco

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠