Números evidenciam melhora do sistema defensivo do Vasco após chegada de Fernando Diniz

As boas atuações do Vasco, somadas aos resultados positivos, fizeram o técnico Fernando Diniz cair rapidamente nas graças do torcedor vascaíno. O treinador está invicto no comando do time, com dois empates e duas vitórias. Para muitos, o sucesso imediato se dá pela chegada de Nenê, que estreou junto com Diniz, no empate contra o CRB, fora de casa. Apesar da qualidade do meia, o equilíbrio defensivo da equipe é um fator que também precisa ser considerado.

Diniz inflamado, premonição de Jabá e Salgado satisfeito: Os bastidores da vitória do Vasco

Em confronto direto no meio da tabela da Série B, o time paranaense recebe o Timbu no Germano Kruger

Versátil Zeca foi o único contratado para a lateral esquerda na temporada. Diretoria optou por observar joia de 19 anos e não foi ao mercado

Nos quatro jogos sob o comando do técnico Fernando Diniz, o Vasco levou apenas dois gols. Ambos sofridos nos acréscimos das partidas contra CRB e Cruzeiro. Já nas vitórias sobre Brusque e Goiás, a equipe não foi vazada. O fato é raro e aconteceu em apenas 8 das 26 rodadas disputadas na Série B e indica a melhora do sistema defensivo.

A título de comparação, sob o comando de Marcelo Cabo, o Vasco não sofreu gols em três dos 12 jogos do treinador. Com Lisca, o time também não foi vazado em apenas três das 10 partidas em que teve o técnico à beira do campo. Fernando Diniz pode empatar com os antecessores já no próximo domingo, diante do Confiança, em Aracaju.

O que mudou

Com a bola, o Vasco de Fernando Diniz consegue manter a posse com mais qualidade do que na época em que era dirigido por Marcelo Cabo e Lisca. Assim, o time fica mais tempo sem ser atacado pelo adversário. Além disso, os jogadores estão jogando mais próximos uns dos outros, fazendo com que a equipe erre menos passes. Consequentemente, gera menos contra-ataques.

Andrey sofre lesão muscular na coxa direita e desfalca o Vasco

Sem a bola, o Vasco está mais intenso na marcação, tendo maior participação dos jogadores de ataque, como explicou o técnico Fernando Diniz.

“O sistema defensivo não é a linha de quatro e os dois volantes. Para mim nunca foi isso. Quem está fora muitas vezes não consegue ver as coisas. Quando você tem um olhar mais criterioso, você consegue enxergar. Se o Vasco está bem no sistema defensivo, é por conta do Cano, do Nenê, do Morato e do Marquinhos Gabriel. Eles estão dobrando a marcação. Nem sempre dá para explicar tudo. O gol que sofremos contra o Cruzeiro não dá para explicar”, argumentou Fernando Diniz.

Gabriel Pec ganha a confiança de Diniz e passa Léo Jabá em disputa por posição no Vasco

Para o jogo contra o Confiança, Fernando Diniz terá a linha defensiva considerada titular, já que Léo Matos retorna após cumprir suspensão. Além do lateral-direito, o zagueiro Ernando volta ficar como opção depois de ter sofrido uma lesão na coxa direito. Em compensação, o meio-campo estará desfalcado por Andrey, que lesionado na coxa direita, não tem previsão de retorno aos gramados.

Vasco sem sofrer gols

Com Marcelo Cabo

Vasco 3 x 0 CRB
Vasco 1 x 0 Confiança
Vasco 1 x 0 Sampaio Correa

Com Lisca

Vitória 0 x 1 Vasco
Vasco 1 x 0 Vila Nova-GO
Vasco 2 x 0 Ponte Preta

Com Fernando Diniz

Brusque 0 x 1 Vasco
Vasco 2 x 0 Goiás

Fonte: Jogada 10

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠