Livre após deixar time da Albânia, Bruno Ritter diz que gostaria de jogar no Vasco: ‘Espero um dia retornar’

Contratado junto ao Internacional, Bruno Ritter chegou ao Vasco como uma promessa das categorias de base, ainda em 2016. Dois anos depois, por indicação do técnico Alberto Valentim, foi alçado aos profissionais.

Apesar de ter deixado uma boa impressão, foram apenas dois jogos com o time principal. O volante enfrentou uma lesão no tornozelo e, com poucas oportunidades, não renovou, acertando com o Manama Club, do Bahrein, por três anos.

Entre 2020 e 2021, Ritter voltou a ter sequência, rodou por outros clubes do exterior até chegar ao futebol da Albânia. Problemas contratuais, no entanto, abreviaram a passagem, e o jogador rescindiu contrato.

Livre no mercado, ele conversou com o SuperVasco, contando como se deu essa passagem e os planos para a próxima temporada.

– A passagem pela Albânia foi meio complicada, pois a adaptação e o clube foram motivos de grande dificuldade. O clube sem estrutura financeira, não cumpriu com alguns pontos do contrato, então decidi rescindi o contrato. Fiz muitos jogos no ano de 2020 e 2021, no exterior, porém, meus planos para 2022 é retornar ao Brasil.

Questionado se um dia pretende voltar a vestir a camisa do Gigante da Colina, o volante não pensou duas vezes ao responder.

– Tenho vontade de voltar a jogar no Vasco, pela identificação que tenho com o clube e a torcida. Espero um dia retornar e poder ajudar o Vasco.

Fonte: Supervasco

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠