Vasco cria grupo de estudo para analisar o edital do Maracanã

O Governo do Estado do Rio começou o processo da nova concessão do Maracanã. A minuta do edital foi publicada na quarta-feira, e uma audiência pública visando à consulta popular e sugestões sobre o modelo do processo acabou agendada para o dia 27.

Nesta quinta-feira, o Vasco se pronunciou oficialmente sobre o caso e confirmou que tem interesse em participar da administração do estádio. O presidente Jorge Salgado determinou a criação de um grupo de estudo para voltar a usar o equipamento, que atualmente é gerido por Flamengo e Fluminense – esta parceria iniciou em abril de 2019 e tem sido renovada a cada seis meses.

– O Vasco enxerga o Maracanã como uma praça estratégica. O Vasco entende que o Maracanã, em conjunto com São Januário, poderá proporcionar um mix ideal para mandar os seus jogos. A torcida do Vasco gosta do Maracanã, e o Maracanã é a casa da torcida do Vasco. Nós queremos estar de volta participando desta licitação – afirmou Carlos Roberto Osório, vice-presidente geral do clube.

Pelas regras conhecidas, o edital inicial estabelece que a nova concessão será de 20 anos, prorrogáveis por mais cinco. Além disso, o documento pede como comprovação de qualificação técnica a garantia de que ocorrerão pelo menos 70 datas das principais competições de futebol no estádio. No Maracanãzinho, são exigidas 12 datas de eventos oficiais de modalidades esportivas.

– O presidente Jorge Salgado determinou a criação de um grupo de trabalho para estudar o edital, com representante das áreas jurídica, financeira, marketing e projetos especiais. O clube vai se debruçar. Vamos também conversar com os demais clubes do Rio. O Maracanã é um equipamento público, pertence ao povo do Estado do Rio de Janeiro. Na visão do Vasco, o Maracanã pertence aos quatro grandes clubes. Vamos discutir com Flamengo, Fluminense e Botafogo para que a gente possa a ter a melhor utilização do estádio. A volta do Vasco ao Maracanã é boa para todo mundo – complementou Osório.

Em abril, dirigentes do Vasco se reuniram com Claudio Castro, governador do Rio, para tratar do Maracanã. A ideia é mandar lá jogos de maior apelo de público e quando – e se – São Januário for reformado.

O clube se afastou do uso do estádio nos últimos anos. Joga lá partidas do Carioca – a última foi a vitória por 3 a 1 sobre o Flamengo em 15 de abril. Foi em 5 de março de 2020 o último jogo do Vasco como mandante no Maracanã sem ser no Carioca. A partida, vencida por 1 a 0, foi pela Copa do Brasil.

Fonte: ge (texto), Youtube oficial do Vasco (vídeo)

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠