Milton Mendes responde declarações de Rodrigo: ‘Ele é um tremendo de um mentiroso’

O ex-zagueiro Rodrigo relembrou do caso do empurrão no treinador Milton Mendes no programa “Arena SBT” na última segunda-feira. Na ocasião, o ex-atleta atuava pela Ponte Preta e o técnico trabalhava no Vasco. No final da partida, houve um desentendimento entre os dois e Rodrigo agrediu o técnico.

Segundo o ex-zagueiro, Milton havia xingado sua mãe e por isso resolveu empurrar o treinador no meio do campo. Milton Mendes ficou sabendo da entrevista e resolveu dar a sua versão sobre o fato em papo exclusivo com o Vascaino.net. Segundo o profissional, o defensor não contou a verdade sobre o que ocorreu naquela partida.

“Para mim, aquela situação havia morrido. Eu nem gosto de falar sobre esse assunto. Mas, já que ele resolveu falar, então eu gostaria de dizer que tudo o que ele contou é mentira. Ele é um tremendo de um mentiroso. Eu não sou de xingar ninguém. Nunca fui de xingar jogadores e eu jamais xingaria a mãe de um jogador”, disse o treinador, que prosseguiu.

“Se o ápice do Rodrigo foi aquele lance da Ponte Preta, imagina o nível de atleta que ele foi na carreira? Faz isso porque ganhar ibope em cima de mim. Andou se oferecendo para jogar no Brasil inteiro e ninguém quis. Está fora do futebol. Está morto. Morto para o futebol. Falar todo mundo pode falar. Eu prefiro agir. Já processei ele e ganhei uma vez”, comentou.

O advogado do Milton Mendes, Dr Paulo Arruda Veras, explica o processo em que venceu o ex-zagueiro do Vasco. “A justiça entendeu como justa a nossa tese resolveu condenar o Rodrigo a indenizar Milton. Aliás, em um ambiente decente e democrático, as desavenças devem se resolver via justiça, não a fazendo com as próprias mãos, como fez o Rodrigo”, disse Paulo, que discorreu sobre o fato.

“Milton teve uma carreira sólida na Europa enquanto atleta e construiu uma bela carreira como treinador, sempre pautado pelo profissionalismo e decência em todos os clubes que trabalha. Por outro lado, infelizmente, o Rodrigo tem se notabilizado muito mais pelas polêmicas do que por outra coisa, a exemplo dessa agressão ao seu ex-treinador ou mesmo quando protagonizou um lance vergonhoso defendendo a Ponte Preta na última rodada do Campeonato Brasileiro de 2017 contra o Vitória, ocasião em que agrediu bisonhamente com uma “dedada” o seu adversário, sendo expulso e, ao final, seu clube rebaixado”, completou.

Fonte: Vascaino.net

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠