Náutico x Vasco terá o confronto dos meias Jean Carlos e Nenê

Além do confronto coletivo, o jogo entre Náutico e Vasco, neste domingo, nos Aflitos, pela 31ª rodada da Série B, terá o ingrediente extra de um duelo particular. De meias. O alvirrubro Jean Carlos e o cruzmaltino Nenê são destaques de suas equipes e vistos como referências técnicas pelas torcidas e pelos companheiros.

Jean Carlos

Artilheiro e principal garçom do Náutico na Série B, Jean Carlos vive momento “mágico”, como a torcida alvirrubra se refere a ele. Ainda que tenha mantido a regularidade durante toda a competição, foi no início dela que brilhou com mais intensidade.

Principal peça do início fulminante do Timbu, que liderou por 14 rodadas, Jean foi eleito como craque do mês pela CBF nos dois primeiros meses da Série B: junho e julho.

No total, de acordo com dados do site SofaScore, Jean é o segundo jogador que mais teve participações diretas em gols na competição: marcou 10 e deu assistências em oito. Só fica atrás de Rafael Navarro, do Botafogo, com 20 participações diretas (12 gols e oito assistências).

Uma de suas especialidades é a bola parada. Um dos gols que marcou foi numa falta direta (contra o Brasil de Pelotas). E seis surgiram de escanteios ou faltas laterais (CRB, Vitória, CSA, Vasco e duas contra a Ponte Preta).

A outra especialidade é a finalização. Jean é o jogador que mais chuta em toda a competição (3,6 por jogo) e aquele que mais acerta também no alvo (1,6 no gol a cada confronto).

Em entrevista ao ge, ele elogiou seu adversário de domingo.

– Ele tem um currículo que não tem o que falar. Um cara que passou por grandes clubes na Europa e no Brasil. Um jogador que tem 40 anos e ainda joga em alto nível. Acredito que, por ele estar assim, deve ser bom de grupo, deixou algo bom onde passou. Com certeza temos que tomar cuidado. Se deixar pensar, vai encontrar um companheiro na cara do gol ou ele mesmo fazer o gol.

Nenê

Dono de uma carreira longa e recheada de passagens por grandes clubes, do Brasil e da Europa, Nenê vive bom momento no Vasco aos 40 anos.

Seus números na Série B não são tão eloquentes porque ele tem pouco tempo de Vasco (na segunda passagem). Só estrou em 16 de setembro, na 24ª rodada da competição. Até agora, disputou sete partidas.

Contudo, vem fazendo a diferença. Marcou três gols e deu uma assistência nesse período (quase a metade dos nove que o Vasco anotou enquanto ele esteve em campo). Foi eleito pela CBF como craque do mês de setembro na competição.

Desde a estreia do meia, que coincidiu com a chegada do técnico Fernando Diniz, o seu encaixe com o atacante Gérman Cano tem chamado a atenção. A parceria marcou 66% dos gols do Vasco. Contabilizadas as assistências, Cano e Nenê tiveram participação em 77% das bolas na rede no período, de acordo com números levantados por Guilherme Maniaudet, do Espião Estatístico.

O desempenho é tão positivo que fez o artilheiro Germán Cano se render. Para o argentino, Nenê chegou “na hora certa para mudar o Vasco”.

Com Nenê em campo, o Vasco fez sete jogos: venceu quatro, empatou dois e só perdeu um. O aproveitamento é superior a 70%.

Antes de Nenê, o Vasco estava na 10 posição, a oito pontos do G-4. Agora é o sexto, a quatro pontos do grupo que sobe para a Série A.

Fonte: ge

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠