Tradição Vascaína critica reunião do Conselho Deliberativo: ‘Patética e estarrecedora’

Tradição Vascaína @TradicaoV
A última reunião online do Conselho Deliberativo foi patética e estarrecedora, exatamente igual a cara dessas gestões catastróficas que usurparam os poderes do Vasco através de manobras judiciais provisórias.

O orçamento rejeitado do “Mago das Finanças do BNDES”, com uma queda de 6,7 milhões para 3,8 milhões/mês, além de apresentar vários déficits que dificultarão novas captações, foi devidamente maquiado para ser “aprovado com ressalvas” por um Conselho subserviente ao projeto de

venda do clube, via SAF, a nova galinha dos ovos de ouro de grupos econômicos público-privados, predadores de grandes instituições.

As pífias metas esportivas apresentadas para o futebol, são de time de Série C, de causar vergonha a times de peladas como Bambala e Arimatéia.

O potente Presidente “Lupicínio Rodrigues Salgado” nos mostrou que o seu decoro e a sua compostura presidencial se perderam na dor-de-cotovelo de uma cueca “samba-canção”, como sempre no seu modorrento blá-blá-blá de causar sono em Morfeu, só que dessa vez no palanque certo:

a sua felpuda cama.

Muitos conselheiros interinos (alguns daqueles que nos brindaram com o dedo do meio em riste) com a câmera da indiferença devidamente desligada, rumores de uma pessoa se passando por outra com 99 anos de idade, e, para fechar com chave de ouro, o tradicional

grito de casaca com o ânimo similar de quem acabou de receber como herança uma fábrica de gelo para vender o seu produto na Sibéria, o mesmo ânimo que essa diretoria golpista propositalmente insere no vascaíno.

Até quando, torcedor vascaíno? Qual o seu limite?

Fonte: Twitter Tradição Vascaína

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠