Confira estatísticas do Vasco nos 20 anos do Brasileiro de pontos corridos

Você se lembra da colocação de seu time em cada ano dos pontos corridos? Da alegria por ter conquistado uma vaga na Libertadores do ano seguinte? E da zoação pelo rebaixamento do rival? Antes do início da 20ª edição do Brasileirão por pontos corridos, o ge faz um levantamento dos principais números e curiosidades da competição desde 2003.

COLOCAÇÕES NOS PONTOS CORRIDOS

Abaixo, consideramos “classificado para a Libertadores” apenas quem terminou a Série A em uma colocação que levava à competição continental. Por exemplo, em 2003, o Brasileirão distribuía quatro vagas, mas o quinto colocado Coritiba foi para a Libertadores ao herdar a vaga do campeão Cruzeiro, que venceu também a Copa do Brasil. O Coritiba e o Cruzeiro entram na conta de vagas conquistadas via Série A por se classificarem nas faixas de acesso à competição continental. Já em 2018, o Athletico-PR foi campeão da Sul-Americana, mas sétimo colocado no Brasileirão, que distribuia seis vagas para a Libertadores e, por isso, essa participação não conta como vaga conquistada via Série A.

Já contando a edição de 2022, o estado de São Paulo foi o mais representado nestes 20 anos, ocupando 102 das 410 vagas na Série A, um quarto das posições. Em seguida vêm Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Minas Gerais.

DESTAQUES

O Corinthians foi o clube mais vezes campeão nos pontos corridos, com quatro conquistas, e o que ficou mais rodadas na liderança. Já o São Paulo foi o que por mais rodadas permaneceu no G-4 e também o que mais se classificou na faixa de classificação para a Libertadores.

*Participações quando terminou o Brasileirão na faixa de classificação para a Libertadores, mesmo que tenha conquistado vaga por outras competições

O rebaixamento assombrou 38 times diferentes pelo menos uma vez nestes 20 anos dos pontos corridos. Deste grupo, cinco clubes lideram o ranking de mais quedas, com quatro: Avaí, Coritiba, Sport, Vasco e Vitória. O Leão da Ilha é quem mais permaneceu na zona de descenso: 131 rodadas.

Entre os rebaixados, alguns clubes se destacaram negativamente e conseguiram péssimas marcas na competição. Em 2021, a Chapecoense teve a pior campanha desde 2003 e igualou América-RN (2007), Avaí (2019) e Botafogo (2020) com um péssimo turno no Brasileiro. Os quatro somaram apenas 7 pontos: 12% do total possível.

RECORDES

Internacional e Atlético-MG dividem o recorde de vitórias consecutivas; o Náutico foi o time que mais perdeu jogos em seguida… Maior sequência de jogos sem vencer? Chapecoense. Mais jogos sem sofrer gol? São Paulo. Time com mais gols marcados? Santos. Veja abaixo qual foi a marca obtida em cada um desses recordes e quais foram os times que mais se aproximaram de quem deixou seu nome marcado na história. É possível superá-los? Veja a diferença entre os principais destaques.

*Rodada em que completou o recorde

Fonte: ge