André Jardine ganha força e passa a ser o favorito para assumir o Vasco

Após várias reuniões e muitos nomes analisados, a busca pelo substituto de Zé Ricardo começa a afunilar. Hoje, André Jardine é mais cotado para assumir o Vasco. Atualmente no San Luís, do México, o treinador campeão olímpico é um nome que agrada o clube e a 777 Partners.

Ainda não há negociação, mas o Vasco já está ciente das condições para contratar Jardine. Pesa a favor o fato dele ter experiência em trabalhar com atletas jovens, algo que agrada a 777. Ele tem passagens pelas categorias de base de Inter, Grêmio e São Paulo, além de ter comandado as seleções sub-20 e sub-23 do Brasil. No ano passado ele conquistou a medalha de ouro olímpica em Tóquio.

O que pode dificultar a contratação de André Jardine é o fato dele ter contrato com o San Luís, do México. Para contratá-lo, o Vasco teria que arcar com a multa rescisória e depende do dinheiro da 777 Partners, que ainda não definiu se irá injetar dinheiro na contratação de um treinador antes da aprovação da SAF, prevista para julho.

Jardine está no topo da lista, mas há outros nomes que agradam. Caso de Umberto Louzer, por exemplo. Ele foi campeão da Série B em 2020 com a Chapecoense. Seu último trabalho foi no Atlético-GO, clube que deixou em maio. O fato de estar livre no mercado tende a facilitar caso a negociação com André Jardine não avance.

Louzer cotado

Outros nomes foram avaliados, mas perderam força. Ex-treinador do sub-20 do Flamengo, Maurício Souza tem grande aprovação interna dentro do Vasco. No entanto, o fato de não ter experiência com times profissionais pesa contra, e seu nome perdeu força.

Enderson Moreira foi outro nome cotado, mas encontrou muita rejeição interna. O ex-treinador do Botafogo está em negociação com o Ceará.

Fonte: ge