Próximo adversário, Cruzeiro tem folha salarial e orçamento menores que os do Vasco

O Cruzeiro lidera, com folga, a Série B. E não é por estar entre os maiores orçamentos para o futebol. Em comparação aos quatro principais concorrentes, atualmente a Raposa é a de menor investimento estimado no futebol em 2022.

Ronaldo Fenômeno assumiu o Cruzeiro no fim de dezembro e se deparou com um orçamento previsto de R$ 90 milhões para o futebol, com a possibilidade de a folha salarial beirar os R$ 5 milhões. Cortou drasticamente.

O cenário foi idealizado para R$ 35 milhões, mas o Cruzeiro ainda tenta chegar ao número ideal, se aproximando da situação. A folha salarial do futebol também está abaixo ou semelhante à maioria, na casa dos R$ 2 milhões/R$ 2,5 milhões.

A maior disparidade do Cruzeiro está para o quinto colocado Grêmio, líder em folha salarial e orçamento da Série B. Hoje, o futebol do Tricolor gaúcho tem custo na casa R$ 10 milhões, uma redução de R$ 5 milhões em relação ao ano passado.

Adversário do Cruzeiro, neste domingo, às 16h (de Brasília), no Maracanã, o Vasco também tem a previsão de orçamento superior ao do time de Ronaldo Fenômeno. Está em cerca de R$ 45 milhões anuais. A folha do clube também está projetada em R$ 3,8 milhões.

O segundo colocado da Série B é o Bahia. O Tricolor baiano também tem orçamento projetado superior ao do Cruzeiro. É de R$ 95 milhões. Entretanto, a folha salarial do Bahia está num patamar um pouco inferior ao da Raposa .O clube trabalha com uma folha projetada entre R$ 1,5 milhões e R$ 2 milhões mensais.

O Sport, recentemente, também divulgou sua previsão orçamentária de 2022. No documento, o clube projetou orçamento de R$ 43.048.161,37 para a temporada. As despesas com o futebol estão girando em torno de R$ 3,1 milhões.

Fonte: ge