Levantamento mostra preços dos ingressos dos times que disputam a Série B; confira

O preço dos ingressos da Arena do Grêmio tem sido tema de debate nos últimos tempos, especialmente na disputa atual da Série B. A ponto de, recentemente, o lateral-direito Edilson pedir publicamente um esforço da direção do clube para baixar os valores. Desta forma, o ge fez um levantamento dos preços das entradas das 20 equipes que disputam a Série B em 2022.

Entre os quatro primeiros colocados da Série B, atualmente na briga pelo acesso, nenhum tem ingressos por valores mais baixos que o Grêmio. Isso inclui Vasco e Cruzeiro, considerados cases de sucesso pela relação estreita com as respectivas torcidas até agora.

O Grêmio não é o “campeão” dos preços altos, mas está à frente de 13 times que têm, pelo menos, um setor de seus estádios com ingressos mais baratos em relação aos do clube gaúcho. Para o jogo com o Sampaio Corrêa, na manhã deste sábado, já são mais de 10 mil ingressos vendidos e expectativa de bom público na Arena.

O levantamento leva em consideração dois principais fatores. Os ingressos pesquisados são para público geral, isto é, para não-sócios, pois há variação nos valores de planos de sócio-torcedor de um clube para outro e, consequentemente, no número de associados.

Outra questão são preços em partidas sem promoções, considerando os valores “originais” das entradas, ou ao menos os mais anunciados pelos clubes nas partidas desta Série B. Além disso, não considera eventuais taxas de serviço em compras on-line.

Vale lembrar que, para a partida contra o Sampaio Corrêa, neste sábado, na Arena, o Grêmio reduziu o valor dos ingressos para a arquibancada norte de R$ 50 para R$ 40. No entanto, como inicialmente a redução será pontual, o valor de referência utilizado foi o do R$ 50. O Grêmio trabalha para manter o preço mais barato até o fim da Série B.

Veja a lista completa:

O preço mais barato que o clube oferece é igual ao de Bahia e Chapecoense, que caíram ano passado, e está abaixo do que Cruzeiro e Vasco ofertam, de R$ 60. Ou seja, nada diferente dos principais concorrentes na briga pelo acesso.

As pesquisas foram realizadas nos sites dos clubes ou portais oficiais que fazem a comercialização dos ingressos, caso do próprio Grêmio, que tem vendas no site da Arena Porto-Alegrense. O mesmo acontece com o Bahia, com as entradas vendidas pelo site da Arena Fonte Nova.

Dos 19 concorrentes na Série B, 13 têm ingressos mais baratos que o Grêmio. O Novorizontino, por exemplo, tem o valor mais caro (R$ 40) abaixo do preço mais barato do time gaúcho. No caso do Tombense, há apenas um setor disponível para compras, com preço fixo de meia-entrada para todos, por R$ 30.

Por outro lado, os donos das entradas mais caras são Criciúma e Londrina. O time catarinense tem duas opções de preços, de arquibancada (R$ 120) e cadeira (R$ 200). Já os paranaenses dividem os três setores de arquibancadas (geral, inferior e superior) com valores de 150, 165 e 180 reais, respectivamente.

Fonte: ge