Flamengo entra com recurso após decisão favorável ao Vasco de jogar contra o Sport no Maracanã

O Flamengo entrou com um recurso para tentar anular a decisão favorável ao Vasco de poder mandar seu jogo contra o Sport, dia 3 de julho, no Maracanã. A equipe cruz-maltina informou que 10 mil ingressos já foram vendidos.

O Flamengo, que divide com o Fluminense a administração do estádio, acredita que incluir mais uma partida no já amplo calendário do Maracanã será prejudicial para o gramado.

Um dos trechos da ação diz:

“O presente recurso é interposto contra equivocada e gravosa decisão que deferiu a

tutela provisória de urgência requerida em caráter antecedente, a fim de determinar “que o

Complexo disponibilize o Estádio do Maracanã, e tudo o mais que se fizer necessário, para a

realização da partida entre o Club de Regatas Vasco da Gama e Sport Clube Recife no dia 03 de

julho de 2022, às 16h, nas exatas condições praticadas no jogo entre o autor e o Cruzeiro

Esporte Clube, realizado em 12 de junho do ano corrente”.

Em outro trecho, com o entretítulo “Amadorismo”, o texto diz que o Vasco pintou um “falacioso quadro de vítima”.

“Diga-se, desde logo, sem rodeios: com simulada candura, e com base na vã

invocação da “segurança pública”, o VASCO DA GAMA pintou um falacioso quadro de vítima,

insistindo na linha argumentativa de que “apesar de tentar fazer crer na opinião pública, o

Estádio do Maracanã, não é do Réu Flamengo”.

Por fim, o texto afirma que não é possível fazer milagres na preservação da qualidade do gramado com esta grande quantidade de jogos.

“Dentro do contexto da manutenção/reparação do gramado, ao negar a utilização do

estádio por razões técnicas, o FLAMENGO mais uma vez é criticado e cobrado, desta vez para que

ignore a preservação do gramado e permita um jogo cuja realização é desaconselhada pelos

técnicos responsáveis pela manutenção do mesmo gramado que todos, sem exceção, querem que

tenha qualidade. Não dá para fazer milagres. Ou se permite ao gestor limitar os jogos, quando

necessário, ou se perpetua as condições precárias do gramado do Maracanã”.

Fonte: ge