Com jogadores suspensos e lesionados, Vasco acumula problemas para o jogo contra o Criciúma

O Vasco se reapresenta na tarde desta terça, no CT Moacyr Barbosa, com uma série de problemas para o jogo contra o Criciúma, no sábado, às 16h30, no Heriberto Hulse. Entre suspensos e lesionados, Maurício Souza pode ter até quatro desfalques para a partida. Todos titulares.

Duas ausências são certas. Edimar e Gabriel Pec receberam cartões contra o Sport, estão suspensos e não jogam em Santa Catarina. Nenê e Gabriel Dias são outros que não têm presença garantida. A dupla que não enfrentou o Sport, se recupera de lesões na panturrilha e no joelho, respectivamente.

O caso de Nenê é mais simples. O camisa 10 sentiu dores na panturrilha direita na semana passada, contra o Novorizontino, e exame de imagem identificou um edema na região. Ele não foi a campo nos treinos de sexta e sábado, pois ainda se queixava de dores. Nenê será reavaliado no dia a dia para saber se terá condições de retornar contra o Criciúma. Caso não volte, Palácios ganhará mais uma oportunidade como titular.

A situação de Gabriel Dias é mais complicada. Desfalque nos últimos três jogos, o lateral tem uma tendinite no tendão patelar e ainda relata dores na região. Ele vai precisar passar por cirurgia, mas o planejamento do Vasco é que o procedimento ocorra após o fim da temporada.

Até lá, Gabriel terá de conviver com o problema, e o que definirá sua presença em campo será como ele suportará a dor. Ele vem realizando diariamente tratamento intensivo, mas até o fim da semana passada ainda relatava dores na região. Menos mal que Léo Matos entrou muito bem contra o Sport e foi até uma melhor opção ofensiva em relação ao titular.

Riquelme: opção na lateral e no ataque

Além das lesões, Maurício Souza perdeu dois titulares por conta de suspensões. Sem Edimar e Gabriel Pec, o treinador terá a semana para encontrar os respectivos substitutos.

Embora haja a possibilidade de reforçar a marcação com um zagueiro improvisado na lateral por se tratar de um jogo duro, fora de casa, Riquelme é o substituto natural de Edimar e deve ser a opção de Maurício. Ele entrou no fim do jogo contra o Sport, mas foi escalado mais à frente, no lugar de Pec, por conta de suas virtudes ofensivas.

Para o lugar de Gabriel Pec, Maurício terá mais dificuldade, uma vez que o atacante não tem um substituto imediato. Riquelme pode ser uma opção, caso o treinador opte por improvisar um zagueiro no lugar de Edimar. Outra possibilidade é Erick, que costuma entrar pelo lado direito do ataque.

– Vamos dar uma estudada, mas a princípio temos o Riquelme, que é lateral. Com relação à ponta, temos algumas possibilidades, e os treinos vão dizer qual é o jogador que vai substituir o Pec – disse Maurício Souza, após o empate com Sport.

Fonte: ge