Torcida do Vasco é a que mais tem crescido entre os católicos

Fé e futebol são dois campos totalmente independentes, mas que invariavelmente se misturam. Afinal, ambos tratam de devoção e de entrega. Não é raro ver torcedores e até mesmo clubes apelando para rezas, orações, promessas a santos ou rituais para ajudar seu time do coração a conquistar um título ou escapar do rebaixamento. A pesquisa O GLOBO/Ipec sobre as torcidas do país traz dados curiosos quando estes fatores se entrelaçam.

Só um clube vê seu percentual crescer na comparação entre o levantamento geral e o recorte só com torcedores evangélicos: o Flamengo. Do total de 2 mil entrevistados pela pesquisa em todo o país, 21,8% declararam torcer para o rubro-negro carioca. Mas, levando em consideração só os evangélicos, este percentual é maior (23,8%). Um aumento de 9,1%.

Já entre os católicos, nove clubes veem sua adesão subir. Como o Vasco. Quinto clube mais popular do país, com 4,2% de adeptos do total de 2 mil entrevistados, ele conta com 5,3% da torcida dos católicos que responderam à pesquisa. É o maior salto, de 26,1%, seguido pelos do Santos (22,7% na comparação do levantamento geral com o recorte entre os católicos) e do Palmeiras (18,9%).

A pesquisa O GLOBO/Ipec aponta ainda duas equipes que se saem melhor na opção “outras religiões” do que no levantamento geral. São os casos de Botafogo e São Paulo. Além dos que não se consideram nem católicos e nem evangélicos, este campo inclui os ateus/agnósticos.

Fonte: O Globo