Jorginho: ‘A torcida anseia esse acesso, que vai acontecer’

Jorginho iniciou sua terceira passagem pelo Vasco no último domingo (11), na derrota por 2 a 1 para o Grêmio fora de casa. Hoje (16), ele vibrou com reencontro com o torcedor em São Januário. Durante a vitória por 4 a 1 sobre o Náutico, pela 30ª rodada da Série B, o comandante inflou a torcida e, na coletiva após o jogo, fez questão de destacar o importante papel que ela terá na busca pelo acesso.

“Quero dizer da minha satisfação e alegria do reencontro com a torcida. Fui muito feliz entre 2015 e 2016 e, em 2018, foi muito curto. Desejo que seja longo meu período aqui. Muito feliz de ter encontrado e em uma vitória como essa”, reforçou.

O triunfo garantiu o time, ao menos por mais uma rodada, no G4 do torneio. Com 48 pontos e na quarta colocação, o Gigante da Colina não pode mais ser ultrapassado por ninguém neste final de semana.

“No momento que o torcedor começou a gritar o nome do Edimar saiu o gol do Figueiredo. Eles jogaram junto, sempre foi emocionante ver o torcedor do Vasco e hoje foi especial”, complementou.

Em todas as respostas, o comandante fazia questão de exaltar a importância do apoio dos torcedores. Por exemplo, ao ser questionado sobre o momento de Raniel, ele voltou a pontuar a diferença que sentiu em campo pelos gritos de apoio em São Januário.

“A gente sabe que o Vasco tem sempre essa pressão. A torcida anseia esse acesso, que vai acontecer. Quero ressaltar o quanto foi importante estar junto. Pedi para eles estarem juntos, o Nenê também. A torcida precisa entender como são, verdadeiramente, o 12º jogador. Nem todos jogadores são como o Romário, que não precisam de algo que vem de fora. Ela precisa saber o quanto ela faz bem. Vimos a alegria que é”, disse.

Confira outros trechos da coletiva

Saídas de Quintero, Edimar e Alex Teixeira

Foi uma semana muito boa de treinamento. Primeira coisa que eu faço é chamar os jogadores para conversar e pedir a compreensão deles. Foram sensacionais. Respeitam muito a decisão e quem estava entrando no lugar deles. Tomamos essa decisão para dar mais intensidade, principalmente pelo lado esquerdo. A vida é de oportunidades, falei isso para o Boza. Precisa agir para que a gente tivesse uma postura diferente, mais ofensiva. Começamos mais defensivos, com o Náutico muito forte na bola parada e isso dificultou bastante. Conseguimos nos impor, fazer os dois gols rápidos e isso fez com que o jogo tivesse mais a nossa presença na parte ofensiva. Valorizei no vestiário a postura destes 3 jogadores que saíram, mas entram no jogo com espírito e dedicado.

Nenê deixar Raniel cobrar o pênalti

O Raniel é um artilheiro nato, a presença na área dele é muito importante. Gosto de jogar com uma referência, apesar de ter o tirado depois. A tomada de decisão foi deles, deixo isso muito tranquilo para os jogadores. São os dois batedores oficiais. O atacante precisa de gol e ele sabia que era o momento de quebrar o jejum. Jogador importantíssimo para gente, muito forte na bola, faz o pivô muito bem e também finaliza bem. Jamais vou deixar de acreditar nele. Tirei ele para dar mais intensidade, o Figueiredo praticamente o substituiu na bola parada e o Alex deu uma qualidade. Poderíamos ter feito 5, 6 se tivéssemos um pouco mais de calma em alguns momentos. É bom que tenhamos peças diferentes.

Entrada do Paulo Victor na lateral esquerda

Foi boa a partida, só chamei a atenção dele no gol que tomamos. Sou mais duro com meus laterais… Falei para ele ficar atento com a bola nas costas, era só virar e esperar o momento da marcação. Perdeu o tempo quando olhou para bola. Mas, fez uma partida muito segura, deu o que a gente precisava de intensidade e qualidade. Mas sem esquecer do Edimar, que é muito equilibrado.

Alterações feitas

Ficamos muitos felizes com o Eguinaldo, mostrou que pode jogar pelo lado. Entrei com Pec pelo lado direito e Figueiredo no esquerdo para cortar para dentro e finalizar. A gente tem outros jogadores que podem atuar pelo lado, mas damos confiança e coragem pelos jogadores. Falo para eles, se tiver dentro é responsabilidade minha. Se tiver que driblar, dribla na frente não na nossa área. Me chamo Jorginho, não sou um outro treinador. Gosto que eles sejam seguros na defesa e sejam ousados no ataque. Foi importante e necessárias as mudanças. Quem entrou foi importante também.

Vitória dá alívio no G4

A gente sabe que ainda tem algumas equipes se aproximando. Então, precisamos estar concentrados e atentos. Temos uma semana fundamental. Cruzeiro é franco favorito lá, mas aqui é Vasco. Então a gente acredita muito. Gosto que meus jogadores acreditem e tenham coragem. Fomos organizados contra o Grêmio nossa transição defensiva melhorou bastante e tenho cobrado bastante dos mais novos. Nenê tem que guardar o gás dele para o que é mais importante. Os mais jovens fazem uma linha de quatro muito bem feita quando voltam. Não tenha dúvida, é uma semana importantíssima para gente. Espero que a gente um final de campeonato um pouco mais tranquilo.

Apoio ao Edimar, que sofreu ameaças na semana

Fiquei muito feliz pela resposta e agradeço ao Nenê também. Ele é um ídolo e um dos melhores jogadores que tive a oportunidade de trabalhar. Como treinador, foi o mais impressionante. Se deixar, ele fica treinando o tempo todo. Pediu apoio da torcida, que foi fundamental para que eles pudessem ajudar o Edimar a se levantar. Quando ela abraça o time e da forma como é a torcida, totalmente apaixonante, o Vasco ganha um fôlego diferente. Sei quanto isso significa ao atleta. Fiquei muito feliz por eles terem começado a aplaudir. O Edimar foi forte, deu carrinho, chegou junto, ganhou bolas aéreas. Isso faz toda diferença para o atleta. Passou um momento difícil. É lamentável como pode alguém pensar nisso. Sei que a nossa paixão é grande, mas ninguém pode falar em esquartejar uma criança ou uma mulher. Essa pessoa não tem noção do que é viver, do que é amar. Falei para ele que ele precisa fazer isso, proteger a sua família. Pedi para não dar entrevistas, ele fez apenas uma postagem para estar concentrado no que era mais importante depois disso, que era a vitória aqui. Ele demonstrou a superação em um momento de extrema dificuldade. Peço ao torcedor que entenda e aquilo que a gente mais ama não queremos deixar machucar da menor forma. Espero que a polícia corra atrás disso e descubra quem fez isso.

Dinamite acompanhando o jogo

Beijo no coração do Dinamite, é um grande ídolo e um abração para ele, que está no processo de recuperação. Não preciso puxar o saco de ninguém, mas estou muito feliz de retornar aqui. Vou trabalhar demais para isso. A torcida é apaixonante e tem sido um diferencial. Eles apoiando o tempo todo, conseguimos superar nossas deficiências em alguns momentos. Os dois gols rápidos foram fundamentais, mas é isso. Vocês, torcedores, são demais, queremos muito dar esse presente, a volta para Série A. Vamos trabalhar de todo coração. Parabéns para todo nós que estamos juntos, massagista, roupeiro, staff. O Vasco não pode permanecer onde está. Ele vai subir e, com a SAF, terá um condição muito melhor para o próximo ano. Tenho certeza que 2023 será maravilhoso.

Andrey e Marlon Gomes

São dois jogadores importantes, da base do Vasco, que tem feito um trabalho maravilhoso. Chegaram em um nível técnico, tático e de entendimento muito grande, leem muito bem o que acontece no jogo. Andrey é forte e extremamente inteligente, de infiltrações, de bola aérea. Marlon pode jogar como segundo volante, mas faz um ponta, versátil. Chamei a atenção deles para que ele entendesse que precisam proteger essa linha de quatro e ele já entendeu muito bem isso hoje. Essa responsabilidade de jogadores com 18 anos, é tremenda. Em breve, o clube terá dois jogadores a nível de seleção.

Fonte: UOL