Confira curiosidades da Copa do Mundo de 1978 que envolvem o Vasco

São Januário @saojanuario
O VASCO NAS COPAS

Hoje falaremos sobre a décima primeira Copa do Mundo, disputada em 1978, na Argentina. A Seleção Brasileira teve 3 atletas do Vasco.

A Copa de 1978 ficou marcada por um regulamento diferente e algumas polêmicas. Novamente 16 seleções participaram do torneio, mas a 2ª fase sofreu modificações: após a fase de grupos, o regulamento previa novos grupos de 4 equipes, com os 2 melhores classificados de cada grupo.

A Seleção mais uma vez se fortaleceu com jogadores vascaínos, e contou com Abel, Dirceu e Roberto Dinamite em seu quadro. Abel, zagueiro, acabou não atuando. O meia Dirceu, com 3 gols, foi eleito o 3º melhor jogador do torneio. E Roberto, também com 3 gols, teve grandes atuações.

Após um início abaixo do esperado, com empates contra a Suécia e Espanha, e vitória contra a Áustria (1×0, gol de Roberto), era evidente que o Brasil precisaria de alterações para sonhar com o título. Entre algumas mudanças, Roberto conquistou a vaga de Reinaldo no time titular.

Na 2ª fase, o Brasil caiu no grupo de Argentina, Polônia e Peru. Apenas a melhor equipe se classificava, enquanto o 2º colocado iria para a disputa de 3º lugar.

O Brasil superou o Peru por 3 a 0, com 2 gols de Dirceu, e empatou sem gols com a Argentina, donos da casa.

Na última partida, o Brasil venceu a Polônia por 3 a 0, com 2 gols de Roberto. Líder do grupo, o Brasil só não iria para a final caso os anfitriões superassem o Peru por uma diferença de 4 gols.

Surpreendentemente, a Argentina goleou o Peru por 6 a 0 e se classificou.

Jogando em casa, a Argentina bateu a Holanda por 3 a 1, conquistando seu primeiro mundial de forma polêmica.

O Brasil, invicto, ficou com o 3º lugar após bater a Itália, com mais um gol de Dirceu. O técnico Cláudio Coutinho definiu a equipe brasileira como a ‘campeã moral’.

Fonte: Twitter São Januário