Além de Bissoli, Vasco terá reunião por interesse no lateral-direito Khellven, do Athletico-PR

Além do atacante Bissoli, o Vasco também terá uma reunião nesta semana para tratar sobre o lateral-direito Khellven – os dois jogadores são do Athletico.

Depois da liberação do investimento e de ter os nomes aprovados junto a 777 Partners, o Vasco vai conversar com os empresários dos atletas. O ge informou sobre o interesse do time carioca na dupla já em novembro.

O Athletico sabe do interesse nos dois atletas, mas não foi procurado oficialmente pelo Vasco. A situação de Bissoli é vista com bons olhos pela diretoria atleticana, que não vai dificultar uma negociação.

Já em relação ao lateral-direito Khellven a situação é mais complicada. O Furacão sabe da importância de jogador no elenco. Até por isso, não tem estipulado um valor de venda para abrir negociação com clubes brasileiros. Mas vale ressaltar nenhum jogador é inegociável.

A diretoria atleticana já disse ao ge e também aos seus conselheiros do clube que quer manter os jogadores do elenco e reforçar pontualmente o time.

A direção do Furacão ainda avalia que o setor está escasso no mercado, o que valoriza a permanência. O Athletico, inclusive, está apalavrado para repatriar o lateral-direito Madson, que jogou no clube em 2019 e não renovou com o Santos para 2023.

Números de Bissoli e Khellven

Bissoli começou a temporada no time de aspirantes do Furacão e foi emprestado para o Avaí. Pelo time catarinense, o centroavante fez 14 gols em 32 jogos no Brasileirão – nove deles de pênalti. Ele terminou como o quarto artilheiro da competição.

Com a camisa rubro-negra, o atacante fez 65 jogos e marcou 16 gols nos últimos três anos. No período, ele também foi emprestado ao Cruzeiro em 2021.

Khellven é considerado o titular pelo lado direito do Athletico e vem de uma temporada sólida na equipe. Ao todo foram 42 jogos, com dois gols e cinco assistências. Criado e revelado no CT do Caju, o lateral tem contrato com o Furacão até fevereiro de 2024.

A carreira de Khellven é gerida pelos empresários Giuliano Bertolucci e Júlio Taran. No caso de Bissoli, Edson Khodor tem uma parceria.

Fonte: Blog da Nadja – ge