Vasco recua de briga judicial pela licitação do Maracanã e se aproxima do Governo do Estado

A relação entre Vasco e Governo do Estado do Rio de Janeiro sobre o Maracanã ganhou novos ares. Após as partes colocarem à mesa as recentes questões envolvendo a gestão do estádio, o Cruz-Maltino aguarda os novos passos dos órgãos públicos quanto à pauta.

O encontro, realizado na última segunda-feira, contou com o governador Cláudio Castro e o Secretário da Casa Civil Nicola Miccione. Representando o clube de São Januário estiveram o 1º vice-presidente Carlos Osório, o CEO Luiz Mello e o diretor-geral da 777 Partners Juan Arciniegas.

Diante do que foi exposto e na confiança de que tudo será cumprido, o clube enxerga a conversa como um “fim de ciclo” e não há a ideia de levar o assunto para os tribunais.

No papo, o governador reeleito Claudio Castro entendeu os argumentos e o pleito cruz-maltino. Além disso, segundo o UOL Esporte apurou, indicou que o governo cumpriu os prazos necessários para a realização da licitação, processo que acabou suspenso pelo Tribunal de Contas do Estado. O Vasco já manifestou publicamente o desejo em gerir o estádio.

Houve um entendimento de que as esferas vão cumprir os trâmites para que a licitação do Maracanã seja realizada brevemente. Assim como também uma sinalização que, caso o termo de permissão de uso tenha de ser renovado, haverá um chamamento público, o que permitirá a participação do Vasco na disputa.

Há pouco menos de um mês, a permissão foi renovada por mais seis meses à dupla Flamengo e Fluminense, que já fazem a gestão do Maracanã desde 2019, sempre com o mesmo molde de contrato.

O Cruz-Maltino contestou a extensão por alguns motivos. Um deles é que, nas oportunidades anteriores, não havia outros interessados na administração do Maracanã. Naquele cenário, o clube enviou um ofício a Claudio Castro em que cobrou medidas sobre o processo.

“Fomos muito bem recebidos pelo governador Claudio Castro. Ele nos disse que espera que o processo de concessão aconteça em breve, talvez em janeiro, mas que se existir a necessidade de nova prorrogação da cessão de uso do termo, que vence em março, o Vasco será chamado para a mesa de negociação”, disse Luiz Mello, em entrevista ao site oficial do clube.

777 vê Maracanã como uma das prioridades

A 777, que tem 70% das ações da SAF, vê o Maracanã como um dos assuntos de prioridade. Prova disso é que Juan Arciniegas veio dos Estados Unidos exclusivamente para a reunião com Claudio Castro.

A empresa tem uma parceria com a WTorre e a Legends, instituições com khow-how no mercado, e promete força na disputa para a administração do estádio.

Fonte: UOL