Rayan se destaca nos treinos e Ramón Díaz ganha reforço caseiro para o ataque

Rayan em Fluminense x Vasco — Foto: Leandro Amorim/Vasco

É unânime entre a torcida do Vasco que a primeira janela de transferências do ano deixou uma lacuna no elenco: faltou trazer mais um atacante de lado. Mas parece que Ramón Díaz encontrou a solução dentro do grupo, e Rayan vem crescendo nos treinos.

A necessidade de mais um atacante era sentida, principalmente, porque o jovem de 17 anos não tinha chances com o treinador. Mas isso mudou no Brasileirão. Rayan foi escalado nas três primeiras rodadas da competição e entrou bem.

O crescimento passa pela mudança de posição. Rayan não vinha sendo utilizado na ponta direita e era visto no profissional como uma opção para a referência do ataque. Setor que o garoto não jogava na base. Foi pelo lado direito que o atacante brilhou nas categorias inferiores do Vasco e chegou ao lugar de principal promessa do clube atualmente.

Antes, o jovem tinha atuado apenas quatro vezes na temporada, todas pelo Campeonato Carioca e sendo escalado por Ramón como um camisa 9, ou seja, fora da sua posição de origem.

No jogo da segunda rodada do Brasileirão, contra o Bragantino, um pedido de Ramón para Rayan indicou a mudança de posicionamento do jogador. O treinador orientou que ele ficasse mais aberto na direita. Logo depois, Rayan disparou em velocidade pela ponta e tocou para David cruzar para o gol de Pablo Vegetti, empatando a partida naquele momento.

Rayam soma 141 minutos nos três primeiros jogos do Brasileiro. O bom desempenho nos treinos faz a comissão cogitar escalá-lo como titular na sequência. Ele ultrapassou, inclusive, um reforço que custou R$ 26,6 milhões. Contratado para ser o titular na ponta direita, Adson perdeu espaço no Vasco – o ge apurou que a questão física tem sido um obstáculo para o atacante.

A avaliação é que Rayan ainda precisa ganhar maturidade e se acostumar ao ritmo. Diferentemente do que acontecia na base, no profissional ele vai ter que que ajudar na recomposição defensiva, ou seja, voltar para marcar. Algo que ele já tem se habituado nos treinamentos. É coisa de um ou outro ajuste para ganhar confiança.

– Jogadores jovens estão crescendo e têm que encontrar o tempo e a cadência. Isso se trabalha com o tempo… Estou preparando eles para que eles possam render, na condição que estão, e estão melhorando – avaliou Ramón Díaz em sua última entrevista coletiva.

Ele tem seis finalizações nestes três jogos. Perdeu alguns gols que não costumava perder na base. Normal para um garoto que ainda nem atingiu a maioridade e é tratado como joia no Vasco. Neste sábado, às 16h, contra o Criciúma, em São Januário, Rayan terá mais uma chance para buscar seu espaço com Ramón.

Fonte: ge

Notícia anteriorPedro Martins gastou no Cruzeiro R$ 200 milhões a menos do que o Vasco desde 2023
Próxima NotíciaDirigente do Cruzeiro diz que Pedro Martins ganhará ‘salário de atacante’ no Vasco