Escritório contratado pela 777 Partners defendeu Eurico Miranda em caso da urna 7

A 777 Partners prepara sua defesa na liminar que retirou seu controle da SAF do Vasco. Para isso, contratou o renomado escritório do advogado Sérgio Bermudes, o mesmo que o ex-presidente cruzmaltino Eurico Miranda contratou no famoso caso da “urna 7”, na polêmica eleição vascaína de 2017.

O que aconteceu

Naquela eleição, 691 nomes da lista de sócios foram indicados para votar numa urna separada – a urna 7. Destes, 475 compareceram à votação.

Esta lista continha nomes que se filiaram em novembro e dezembro de 2015, num fluxo muito maior que nos meses anteriores. Ao todo, 90% dos votos da urna 7 foram a favor de Eurico Miranda e determinaram sua vitória.

Por causa da suspeita de irregularidades, a oposição entrou na Justiça para anular os votos. Com o parecer favorável, Julio Brant foi declarado vencedor. No entanto, o mesmo acabou sendo derrotado por Alexandre Campello na votação no Conselho Deliberativo.

A eleição do Vasco é indireta. A chapa vencedora elege 120 conselheiros, enquanto a segunda colocada escolhe 30. Estes 150 se unem aos 150 conselheiros natos para, juntos, decidirem o presidente no Deliberativo.

Sócio de esposa de ministro do STF

Sérgio Bermudes é sócio de Guiomar Mendes, esposa do ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes. O escritório, por exemplo, já defendeu o empresário Eike Batista nas investigações da Lava-Jato.

Bermudes tem a missão de derrubar a liminar que tornou a 777 minoritária na sociedade da SAF do Vasco. Com a decisão de momento, o Vasco passa a ter 69% do futebol contra 31% da empresa americana.

A 777 Partners enfrenta uma série de processos de fraude financeira. A empresa contratou também uma empresa especializada em falências.

Fonte: UOL

Notícia anteriorOposição do Palmeiras vê conflito de interesses na possibilidade da Crefisa comprar a Vasco SAF
Próxima NotíciaSporting teria negado interesse no goleiro Léo Jardim