Junta deliberativa se reúne 17 de março para definir eleições do Vasco

Olavo Monteiro de Carvalho - presidente da Assembleia Geral (Foto: Raphael Zarko)

 

A data das eleições vascaínas pode finalmente ser decidida após o Carnaval. O presidente da Assembleia Geral, Olavo Monteiro de Carvalho, enviou um ofício ao presidente do clube, Roberto Dinamite, ao presidente do Conselho de Beneméritos, Eurico Miranda, e também para os presidentes do Conselho Fiscal, Hélio Donin, e do Conselho Deliberativo, Abílio Borges. No comunicado, segundo informações dos bastidores do clube, Olavo convocou reunião em São Januário no dia 17 de março da Junta Deliberativa, que é formada pelos cinco poderes do clube. Na pauta do encontro está o início do processo eleitoral no clube. O encontro na segunda quinzena de março indica que o presidente da Assembleia Geral pretende marcar as eleições para meados de junho ou até para o fim de maio deste ano.

Segundo o artigo 61 do estatuto do Vasco, a convocação da Junta Deliberativa serve para a revisão e apuração do número total de sócios elegíveis e também do número de votantes – que deve bater 13.500 eleitores, número inferior ao publicado pelo GloboEsporte.com anteriormente. Após a reunião, há um prazo mínimo de 60 dias para a realização das eleições. O período atende à necessidade de campanha dos candidatos, assim como possíveis impugnações de eleitores.

Antigo desafeto de Eurico, pré-candidato à presidência do Vasco pelo Casaca!, Olavo pretende marcar as eleições em data que impeça os mais de três mil sócios que adentraram ao quadro social vascaíno em abril de 2013 – a polêmica adesão em massa beneficiou principalmente o ex-presidente do Vasco e o ex-vereador Roberto Monteiro e tem recadastramento com pequena procura desde início de fevereiro em São Januário. Como o eleitor precisa ter um ano de associado até a definição da data eleitoral – o que pode ser decidida nesta reunião -, só votariam aqueles sócios vascaínos que entraram até 16 de março de 2013.

A reunião promete ser quente. Olavo conta com a aprovação da lista e da data de eleição pela maioria dos votos da Junta Deliberativa. Hoje, o Vasco tem três pré-candidatos: Eurico Miranda, Roberto Monteiro e o ex-vice de finanças Nelson Rocha. O presidente da Unidos da Tijuca, Fernando Horta, e o economista Jorge Salgado costuram uma chapa para concorrer à presidência do Vasco. Porém, o caminho da Justiça comum já é bem plausível para os pré-candidatos que vão se sentir prejudicados sem seus associados poderem votar.

Fonte: GloboEsporte.com

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠