Sem ligar para concorrentes, Edmilson quer botar bloco do Vasco na rua

Edmilson do Vasco no carnaval carioca (Foto: Reprodução Instagram)

 

Empatado na artilharia com Alecsandro, reserva do Flamengo, Edmilson mantém aquele discurso convencional de jogadores de ataque que disputam a ponta da tabela de artilheiros e o seu time a da tabela de classificação: “O pensamento é o título, mas se vier a artilharia, melhor ainda”. Com seis gols, ao lado do ex-vascaíno Alecgol, e um a mais que o Brocador Hernane e o meia Carlinhos, do Madureira, o bom baiano, que curtiu um pouco dos blocos cariocas vestido de bebêzão, não quer se preocupar com a concorrência neste momento.

Bem mais à vontade do que quando chegou ao clube como um mero desconhecido em 2013, após mais de 10 anos longe do Brasil, ele respondeu com bom humor e em tom carnavalesco quando foi questionado sobre a concorrência na missão de fazer gols em outras equipes.

– Não quero nem saber. Deixa eles para lá – divertiu-se Edmilson, antes de completar com seriedade. – O Hernane vai defender o lado dele, eu o meu. O Alecsandro é um grande jogador também.

Ao todo, Edmilson fez 41 jogos com a camisa do Vasco. Até agora 16 gols. Este ano, porém, a média é superior a um gol a cada dois jogos. O baiano de 31 anos marcou seis vezes em 11 partidas. Com Adilson, melhor ainda, são 18 partidas e 12 gols.

– Atacante tem que pensar em ser artilheiro. Não tem jeito, mas o importante é ver o Vasco classificado para a gente buscar o título – afirmou o atacante vascaíno.

Fonte: GloboEsporte.com

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠