Grana, Senna e apuração: Sapucaí mexe com cenário eleitoral do Vasco

Fernando Horta Vasco (Foto: Raphael Zarko)

 

Em meio ao turbulento processo eleitoral do Vasco, a agitação da abertura dos envelopes com as notas das escolas de samba do Grupo Especial na Marques de Sapucaí a partir das 16h desta tarde de Quarta Feira de Cinzas vai interferir no cenário eleitoral de São Januário. Fernando Horta, presidente da Unidos da Tijuca, uma das favoritas ao título do Carnaval carioca, pode anunciar que vai disputar a presidência do Vasco em pleno sambódromo em caso de título ou boa colocação de sua escola de samba. Essa é a expectativa de muitas pessoas que o defendem como nome que deve encabeçar a chapa de união da oposição, que também tem o economista Jorge Salgado como possível candidato.

Há mais de 20 anos no comando da agremiação do Borel, Horta transformou uma escola de porte médio numa das maiores do Carnaval do Rio. Campeão em 2012 e terceiro lugar no ano passado, a Tijuca investiu cerca de R$ 15 milhões no desfile deste ano, segundo reportagem do jornal O Dia. São 20 patrocinadores no enredo que homenageou o piloto Ayrton Senna, ídolo brasileiro falecido em 1994.

– Acho que o título do Carnaval daria ainda mais força para a sua candidatura, mas ele já é um vitorioso. O que ele fez com a Unidos da Tijuca em todo esse tempo é notável – afirma o grande benemérito vascaíno Pedro Valente, ex-vice-presidente médico do Vasco e um dos entusiastas da candidatura de Horta, independentemente de conquista do Carnaval de 2014.

 
Fernando Horta presidente da Unidos da Tijuca carnaval 2014 (Foto: Divulgação / Site Oficial da Undos da Tijuca)

Antes do Carnaval, em entrevista ao GloboEsporte.com, Horta disse que o candidato da chapa que costura com Salgado seria aquele que o sócio vai escolher. Em pesquisas extraoficiais, Horta aparece logo abaixo de Eurico Miranda, considerado favorito para as eleições deste ano em São Januário. No entanto, muitos veem em Horta um nome capaz de tirar votos do reduto eleitoral mais tradicional do ex-presidente vascaíno.

As eleições do Vasco ainda não têm data definida. O presidente da Assembleia Geral, Olavo Monteiro de Carvalho, convocou a Junta Deliberativa para se reunir no dia 17 de março em São Januário. Eurico, mais Roberto Dinamite e dois presidentes de conselhos vão participar deste encontro que promete ser polêmica. Pela convocação, Olavo indica que pode marcar as eleições para meados de junho, o que excluiria, portanto, os mais de três mil associados que entraram no Vasco para votar nestas eleições. O grupo de Eurico Miranda já ameaça ir à Justiça contra o que classificam como “golpe” de Olavo para prejudicar o ex-presidente.

Fonte: GloboEsporte.com

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠