Vasco se apoia em brilho de parceria antiga para levar a vaga nos juniores


Guilherme Costa e Marquinhos juniores do Vasco (Foto: Marcelo Sadio/Vasco.com.br)

 

De um começo errante e de pouco brilho para a possibilidade de classificação às semifinais no clássico contra o Fluminense, neste sábado, às 15h, em Xerém. O Vasco se recuperou no Campeonato Carioca sub-20, deixou a desconfiança para trás e emplacou cinco vitórias consecutivas. Parte desse sucesso se deve à eficiência e ao entrosamento de dois velhos conhecidos das categorias de base: Guilherme e Marquinhos, ambos no último ano de juniores.

Juntos, produziram quatro gols e cinco assistências na sequência que colocou o clube no G-4 da competição. O atacante, aliás, está na cola do artilheiro Marlon, do Nova Iguaçu – são nove contra 11. E esperam, além de garantir a vaga antecipadamente com mais uma vitória (a vantagem de um ponto sobre o Tricolor dá esta margem), ganhar moral para finalmente terem espaço no time profissional nos próximos meses. Cauteloso, Guilherme prefere segurar a ansiedade e enaltecer os méritos dos companheiros.

– Fico muito feliz de estar sendo decisivo nos últimos jogos do Vasco, puxando contra-ataques, dando assistências e até fazendo gols, e espero manter o ritmo para os últimos jogos e na fase final do campeonato. O time vem crescendo a cada jogo, todos estão jogando muito bem em todos os setores e é com esse equilíbrio que acredito que chegaremos bem na fase final – aposta Guilherme, camisa 10 e capitão cruz-maltino.

 
Guilherme Costa e Marquinhos juniores do Vasco (Foto: Marcelo Sadio/Vasco.com.br)

O veloz Marquinhos não esconde que quer ser o goleador do Carioca e ressalta que os mais de dez anos de parceria com o amigo têm sido o diferencial para a evolução do Vasco.

– Somos amigos há muito tempo e nossa parceria é muito boa, pois ele é um cara que me ajuda muito dentro de campo. Eu sempre tento me posicionar dentro do campo de visão dele, pois o Guilherme tem uma técnica muito apurada e quando ele pega na bola eu já sei pra onde me deslocar para ele tocar e eu conseguir aproveitar. Ainda vamos crescer muito juntos – avisou.

Nome frequente nas seleções de base, Guilherme não decolou em 2013, quando treinou boa parte da temporada na equipe principal. E também mostra carinho ao falar da dupla que o tem alçado a um dos destaques do Carioca.

– Acho que o tempo de convivência e a nossa amizade facilita muito para que nos entendamos bem também dentro de campo. Ele é um atacante rápido e muito inteligente, e isso faz toda a diferença. As atuações e os gols do Marquinhos nesse Carioca mostram isso.

Fonte: GloboEsporte.com

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠