Julio César lembra o Botafogo 2014 e compara: “Aqui salários estão em dia”

Julio César tenta evitar que o final do Botafogo em 2014 se repita no Vasco 2015 (Foto: Raphael Zarko)

Pela segunda temporada seguida, Julio César está brigando contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro, mas desta vez ele espera que o final seja bem diferente do ano passado. Em 2014, o lateral-esquerdo defendeu no Botafogo até outubro, quando foi afastado ao lado de Emerson Sheik, Bolívar e Edílson com o time na 16ª colocação e, posteriormente, demitido. O Alvinegro, que conviveu com uma grave crise financeira na gestão de Maurício Assumpção, acabou caindo para a Série B. Hoje no Vasco, o jogador lamentou viver novamente a luta contra a degola. Mas ao comparar as duas situações, disse que o Cruz-Maltino está muito melhor.

– Não queria estar vivendo isso no Vasco, queria brigar por Libertadores, por título, já que aconteceu tudo isso no Brasileiro espero não cair. Queria deixar claro que ano passado estávamos fora da zona, com grandes chances de escapar, não manchar currículo. O Vasco é muito grande para isso, no Botafogo o grupo sentiu muito. Principal é salário em dia (risos). É difícil de trabalhar e não receber, aqui no Vasco não está tendo problema – ressaltou.

Mesmo com o líder Corinthians pela frente, Julio César se mostrou confiante em vencer e sair da zona de rebaixamento com uma combinação de resultados ainda nesta rodada. E apesar de admitir que ficará aliviado caso ajude o Vasco a escapar, ele garantiu que não irá comemorar – como por exemplo disse Jorginho na semana passada, quando falou até em “volta olímpica”.

– Obrigação é deixar o Vasco na Série A, tem que comemorar título só. Claro que vamos ficar aliviados porque não queremos manchar o currículo, mas comemorar como se fosse título da minha parte não. Só pensamos na vitória, a gente sabe que vai ser difícil, grande equipe, nosso objetivo é vencer para sair da zona que há tanto tempo a gente tenta.

Com 33 pontos, o Vasco segue na zona de rebaixamento do Brasileiro, mas já diminuiu a diferença para o primeiro clube fora do Z-4 de 13 para apenas dois pontos. Restando quatro rodadas para o fim do campeonato, o Cruz-Maltino volta a campo na próxima quinta-feira para enfrentar o Corinthians, às 22h (de Brasília), em São Januário.

Fonte: GloboEsporte.com

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠