Jorginho confia em substitutos, mas torce por “controle emocional” de Nenê


O Vasco chega às duas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro ainda com chances de evitar o rebaixamento graças, em grande parte ao poder de decisão de Nenê nas últimas três rodadas. O camisa 10 fez um gol e teve uma assistência na vitória sobre o Palmeiras. Deu o passe para Júlio César marcar no empate diante do Corinthians e balançou as redes no triunfo sobre o Joinville neste domingo.

“É muito bom contar com um jogador que, além de toda a qualidade técnica, não desiste nunca e quer sempre algo a mais”, elogiou o técnico Jorginho. “Alguém que ainda tem sonhos na vida e que deseja realizá-los. Ele perde a bola e é o primeiro a dar combate, além de estar o tempo todo preocupado com a organização tática da equipe, coordenando o tempo todo dentro do jogo. É ótimo ter alguém deste nível ao nosso lado, que sempre tem uma carta na manga.”

Mas há um motivo de preocupação para o torcedor vascaíno nestas duas últimas rodadas. Trata-se justamente de uma possível ausência de Nenê em um destes jogos, já que o meia está pendurado e será suspenso se receber mais um cartão amarelo. Algo que poderia atrapalhar bastante a equipe na luta contra o rebaixamento.

“É bom frisar que os jogadores que têm entrado estão cumprindo um papel muito importante, temos conseguido fazer com que entrem muito bem”, observou Jorginho. “Mas nós esperamos que o Nenê possa ter controle emocional. Hoje [domingo] ele reclamou com bandeira, e eu rapidamente o alertei para que não tomasse o cartão de bobeira”, admitiu.

O próximo compromisso do Vasco no Brasileiro será diante do Santos, no domingo, em São Januário. Na última rodada, o time vai encarar o Coritiba fora de casa, em um confronto direto de clubes ameaçados pelo risco de mais uma queda à Série B.

Fonte: UOL Esporte

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠