Nenê classifica duelo com o Santos como “final de Copa do Mundo”

Nenê durante entrevista coletiva em São Januário- Fotos: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

O Campeonato Brasileiro está chegando ao fim e o Vasco da Gama, ao contrário do que muitos imaginavam, segue provando que nada é impossível para quem carrega a cruz de malta no peito. Conhecido por seu pioneirismo e viradas históricas, o cruzmaltino continua com chances de deixar a incômoda zona que se encontra no atual momento e carimbar seu passaporte para a próxima edição da Série A.

Na tarde desta quinta-feira (26/11), em São Januário, os comandados do treinador Jorginho voltaram a treinar visando o duelo contra o Santos. O dia foi marcado por atividades físicas, táticas e técnicas. Após os trabalhos, o meio-campista Nenê se dirigiu à sala de imprensa para conceder a já tradicional entrevista coletiva. Durante o bate-papo com os jornalistas, o camisa 10 revelou o que espera do futuro vascaíno.

– O Santos tem um elenco muito grande e forte. A vantagem que podemos ter é o fato dos reservas não terem o “nome de peso” e não estarem com o mesmo ritmo de jogo dos titulares. Por outro lado, os jogadores buscarão mostrar serviço para o Dorival. De qualquer maneira, será um jogo complicado. Cabe a nós fazermos o nosso trabalho e executarmos o que vem sendo treinado pelo Jorginho. Essa rodada irá definir se teremos chance até o último jogo. Nós estamos pensando positivamente. Temos fé de que as coisas vão, no final de tudo, dar certo. Está todo mundo se doando ao máximo em cada treino, em cada jogo. Iremos encarar esses dois jogos como uma final de Copa do Mundo, assim como fizemos nos últimos – declarou.

Embora o Vasco precise contar com o tropeço de alguns concorrentes para atingir seu objetivo, Nenê garante que os jogadores não irão entrar em campo com a cabeça nas partidas dos adversários. De acordo com o armador, o Gigante da Colina precisa fazer sua parte antes de pensar em qualquer outra coisa. O novo xodó dos cruzmaltinos frisou a importância da torcida e de todos do grupo para o seu sucesso.

– Nós temos que concentrar em nosso jogo. Se nós não nos concentrarmos 100%, de nada adiantará pensar em qualquer outro resultado. O que temos que fazer é conquistar os três pontos. O apoio da torcida tem sido especial. Nos últimos jogos, realmente, eles foram excepcionais. Creio que eles irão nos apoiar até os últimos minutos. Em relação à minha importância, não creio que a equipe seja dependente de mim. O grupo me passa uma confiança muito grande e confia bastante no meu futebol. Eu tenho respeito de todo mundo, dos meus companheiros, da comissão técnica e da torcida. Isso me dá bastante força para fazer o que venho fazendo, mas não sou mais do que ninguém. Fico feliz por estar ajudando o Vasco. Acredito que todo nosso trabalho irá valer a pena no final – afirmou.

Na 18ª colocação do Brasileirão, com 37 pontos, o Vasco da Gama enfrenta o Santos no próximo domingo (29), às 17 horas, no Estádio de São Januário. Derrotado no primeiro turno, em jogo realizado na Vila Belmiro, o Almirante irá defender uma longa invencibilidade contra o alvinegro praiano em seu recinto. O cruzmaltino não perde para o adversário na Colina Histórica desde 2005. Os últimos cinco jogos, inclusive, terminaram com vitórias da equipe vascaína.

Fonte: Site Oficial do Vasco

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠