‘Keep calm’! Jogadores evitam pensar nos adversários na luta contra o descenso


O roteiro já é conhecido. Será preciso ganhar do Coritiba e torcer contra Avaí e Figueirense. Isso no domingo. Mas antes, o desafio do Vasco é conter a ansiedade. Fazer com que não entrem em São Januário as contas necessárias para a o time permanecer na Série A do Campeonato Brasileiro. Para isso, o elenco cruz-maltino, com tantos jogadores com mais de 30 anos, tem experiência de sobra. O lateral Julio Cesar é um deles e garante que o grupo está conseguindo manter a tão buscada calma nesta semana decisiva.

– Nós estamos tranquilos, focados no Coritiba. É um jogo dificílimo e que temos de ganhar. Sabemos que dependemos de outros resultados, mas o foco é no Coritiba porque, se perdermos, não vai adiantar nada – lembra o lateral, figura certa na defesa vascaína.

Toda esta pressão que acomete aos jogadores do Cruz-Maltino porém, tem um outro lado. Têm sido semanas e meses de tanto sofrimento que os atletas já estão, de certa forma, habituados a tal dificuldade.

– É muito difícil fazer vários jogos com a faca no pescoço, não podendo perder, nem empatar. Por sorte, nossa equipe é experiente. Se fosse mais jovem, não aguentaria – ressalta Julio Cesar.

O volante Serginho é outro que já passou por poucas e boas na carreira. Mesmo já tendo ouvido tanto sobre a missão árdua da equipe nesta rodada, para escapar da degola, ele não se deixa abalar.

– Procuro focar somente no meu jogo, no meu próximo adversário. Creio que os outros jogadores do Vasco também. Mas se a gente não fizer a nossa parte, os outros resultados não vão adiantar.

A expressão em inglês “keep calm” se popularizou na internet nos últimos anos e diz muito sobre o momento do Gigante da Colina. Afinal, o time de São Januário precisa realmente “manter a calma” e, como a 38 rodada já desenhou, fazer a parte dele antes de pensar nas combinações dos jogos em São Paulo e Santa Catarina.

A rotina cruz-maltina não mudou muito nesta semana. Treinos foram fechados e nem alguns sócios que tentaram ver o treino conseguiram. A ideia é de reclusão, concentração para o objetivo final ser alcançado. No que se refere à comissão técnica e jogadores, o trabalho é para que a parte vascaína seja feita. A outra? Deixa para lá…

Fonte: LANCENET!

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠