União e entrosamento: o segredo da melhor defesa sub-17 do Rio

Norões, Richard e João Pedro: defesa justificou o título de melhor do Rio nas finais Foto: Carlos Gregório Jr-Vasco.com.br

Não foi só ofensivamente que o Vasco se destacou no Carioca sub-17. Além de ter tido o artilheiro e um dos ataques mais positivos do torneio, o Gigante da Colina encerrou o estadual com o melhor aproveitamento defensivo. Foram apenas 24 gols sofridos em 32 jogos, o que equivale a uma média de menos de um gol (0,75) por partida. Terceiro colocado, o Botafogo só foi vazado 23 vezes, mas disputou quatro jogos a menos e terminou com uma média de 0,82.

Formada na maioria dos compromissos por João Pedro, Gabriel Buriche, Gabriel Norões, Richard e Alan Cardoso, a retaguarda vascaína foi importantíssima nos duelos decisivos contra o Flamengo. O ataque rubro-negro tentou de todas as formas balançar as redes, mas acabou passando em branco na Gávea e em São Januário. Responsável pela montagem do sistema defensivo, o treinador Marcus Alexandre rasgou elogios para a “Muralha da Colina”.

– A defesa foi um dos aspectos positivos da nossa campanha. Ela teve o melhor rendimento devido ao comprometimento da equipe, que se ajudou durante a competição. Quando você é o menos vazado, muitos pensam que é apenas por conta de um trabalho dos defensores, mas para a bola não chegar tão perfeita lá atrás, os atacantes precisam ajudar na marcação lá na frente. Essa entrega foi muito importante e nos fez obter esse prêmio. É um título conquistado graças ao conteúdo coletivo – afirmou o comandante do sub-17.

Descoberto pelo clube de São Januário em 2014, após disputar uma competição no Sul do Brasil pelo Casa Lar (SC), Richard assumiu a titularidade do sub-17 no decorrer do primeiro turno e foi uma das peças fundamentais do elenco campeão. Segundo o jovem de 17 anos, que assinou recentemente o primeiro contrato profissional (com validade até 2018), o segredo do sucesso é a boa relação existentes entre os componentes da retaguarda vascaína.

– Faz apenas 10 meses que jogamos juntos. A amizade fora de campo ajudou muito a acelerar o nosso entrosamento, torná-lo maior a cada partida. Meu companheiro de defesa, o Norões, é um grande jogador. Além de ser muito técnico, ele possui um espírito de liderança. O que também ajudou a fortalecer o nosso sistema defensivo foi a dedicação de todos nos treinos. Nosso time entrava em campo sabendo que se não sofresse gol, iria ganhar o jogo, pois o ataque sempre deixava o seu – afirmou Richard, tendo suas palavras repetidas por seu companheiro de defesa.

– Somos bem unidos e gostamos de trabalhar bastante. Eu e o Richard temos estilos parecidos de jogo, e sempre procuramos fazer o que o treinador Marcus Alexandre nos pedia da melhor maneira possível. Por isso, nós conseguimos evitar muitos gols do adversários e encerrar o campeonato com a melhor média defensiva – disse o zagueiro Gabriel Norões, atleta de 16 anos que chegou ao Vasco na temporada de 2011 e possui contrato profissional com validade até a temporada de 2018.

Fonte: Site Oficial do Vasco

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠