Pacotão do Vasco: pênalti em Nenê, banho em gandula e estreia de joia


Se a missão do Vasco para escapar do rebaixamento era complicada, a forte chuva que caiu no segundo tempo da partida contra o Coritiba prejudicou a equipe, que precisava vencer para tentar permanecer na Série A. Assim, a lama foi o que restou ao time cruz-maltino na tarde do último domingo. Com o empate em 0 a 0, o Vasco teve confirmada sua queda para a Série B em 2016, quando provavelmente o meia Mateus Pet, que fez sua estreia na última rodada do Brasileiro, terá mais chances entre os profissionais.

Embora tenha procurado tirar o peso da responsabilidade por não ter conquistado a vitória, o Vasco reclamou um pênalti não marcado sobre Nenê no segundo tempo. Abalados psicologicamente, os jogadores mostraram nervosismo no final. Foi o caso de Jorge Henrique, expulso depois de chutar água num gandula, já nos descontos.

FOI PÊNALTI?

No início do segundo tempo o Vasco pediu um pênalti sofrido por Nenê ao sofrer marcação de dois jogadores dentro da grande área. O árbitro Anderson Daronco estava em cima do lance e mandou o jogo seguir. Ao fim da partida, alguns integrantes da comissão técnica cruz-maltina se dirigiram ao juiz para reclamar da jogada.

BANHO NO GANDULA

Já com os nervos à flor da pele por conta do rebaixamento iminente, alguns jogadores do Vasco se mostraram descontrolados. O atacante Jorge Henrique recebeu cartão vermelho aos 46 minutos, depois de jogar água num gandula ao pegar a bola para bater um lateral. A torcida do Coritiba reclamou muito, e o árbitro expulsou o atacante.

GALLO PATINANDO

Por conta da forte chuva, o Vasco se viu muito prejudicado na tarefa de articular bem as jogadas de ataque para conquistar a vitória que poderia ser sua salvação. No primeiro tempo, o volante Bruno Gallo escorregou ao tentar um chute que poderia abrir o placar para a equipe cruz-maltina.

JULIO CÉSAR NA LAMA

Antes mesmo do apito final, o Vasco já estava na lama. Literalmente. O lateral-esquerdo Julio César sofreu falta dura de Negueba e foi parar numa poça. Felizmente para o jogador cruz-maltino, não houve lesão e ele se manteve em campo até o fim da partida.

DUPLA DE ZAGA SEM FREIO

Empenhados em livrar o Vasco da derrota, os jogadores protagonizaram alguns lances curiosos. Os zagueiros Luan e Rodrigo acabaram se trombando e caíram no chão depois da tentativa de desarmar o atacante Henrique Almeida, do Coritiba. A chuva e o campo escorregadio contribuíram.

ESTREIA DE JOIA

Fica difícil tirar algo de positivo de uma partida que culminou no rebaixamento. Mas a tarde desta domingo também serviu para o Vasco olhar para seu futuro. Com a lesão de Diguinho ainda no primeiro tempo, o técnico Jorginho lançou mão de Mateus Vital, conhecido como Mateus Pet. O meia de 17 anos mostrou personalidade e arriscou chutes a gol. O jogador deverá ser presença mais constante na equipe de 2016, que tentará voltar à elite.

Fonte: GloboEsporte.com

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠