Beach Soccer: Lucão marca, mas Brasil perde para Suíça nos pênaltis na estreia da Copa do Mundo

brbeachsoccer
Nossos guerreiros perderam a 1ª batalha, MAS NÃO A GUERRA!!! ⚔️🔰

Vamos ainda mais fortes para o próximo jogo!!! 💪💪💪

FASE DE GRUPOS
1️⃣ batalha
🇨🇭5(4)x(3)5 🇧🇷
⚽️ @ze_lucas10 (3)
⚽️ @edsonhulk94
⚽️ @lucao9azevedo

Fonte: Instagram da CBSB

Brasil perde para Suíça nos pênaltis na estreia no Mundial de Futebol de Areia

O Brasil teve uma estreia frustrante diante da Suíça na Copa do Mundo de Futebol de Areia, em Moscou. Os brasileiros venciam por 5 a 4 até 47 segundos do término, quando sofreram o empate (5 a 5), o que levou o jogo à prorrogação. No tempo extra, um insistente 0 a 0 determinou a disputa de pênaltis. Nas penalidades, melhor para os suíços, que venceram por 4 a 3, somando um ponto no grupo C contra nenhum dos brasileiros.

Zé Lucas, com três gols, foi o destaque da seleção. Além dele, marcaram para o Brasil Edson Hulk e Lucão. Borer (duas vezes), Stankovic (duas vezes) e Ott balançaram a rede para a Suíça. Nos pênaltis, Antonio e Rodrigo desperdiçaram suas cobranças para o Brasil, enquanto Lucão, Zé Lucas e Edson Hulk converteram. Pela Suíça, marcaram Steinemann, Misev, Borer e Stankovic. Ott foi o único a não marcar.

Na outra partida da chave, Belarus e El Salvador empataram em 5 a 5. Nos pênaltis, os bielorrussos venceram por 5 a 4, conquistando apenas um ponto. No domingo, a seleção brasileira enfrenta El Salvador pela segunda rodada, às 13h, com transmissão da Globo e SporTV. O ge também acompanha em tempo real. Antes, às 10h30, jogam Suíça x Belarus. Apenas os dois primeiros colocados da chave avançam às quartas de final.

Edson Hulk abre o placar

O Brasil levou pouco mais de cinco minutos para abrir o placar. Após lançamento longo do goleiro Mão, Edson Hulk dominou, fez o giro em cima de Jaeggy e bateu forte para fazer 1 a 0 – o jogador suíço ficou pedindo falta na jogada alegando ter recebido uma cotovelada do brasileiro.

A seleção canarinho mal teve tempo de comemorar, pois a Suíça empatou logo na saída de bola num chute certeiro de Borer, encobrindo Catarino, que protegia a meta brasileira. Só que, a quatro minutos do fim do primeiro tempo, Lucão voltou a deixar o Brasil em vantagem numa cobrança de tiro livre direto: 2 a 1, placar da etapa.

Suíça reage novamente

Sem deixar se abater, a Suíça chegou a um novo empate com dois minutos corridos do segundo tempo numa cobrança de tiro livre Stankovic. Na jogada, o atleta suíço contou com a ajuda do “montinho artilheiro”. O jogo seguiu difícil para o Brasil, que se livrou de levar o terceiro na sequência quando Catarino evitou o gol quase em cima da linha.

Aos seis minutos, veio a resposta verde-amarela numa bola na trave de Filipe. O lance foi um prenúncio do que viria no final do segundo tempo. Após cobrança de escanteio de Datinha, Zé Lucas apareceu livre na área para fazer 3 a 2, decretando números finais à etapa.

Zé Lucas brilha, mas Suíça empata

O Brasil abriu o terceiro tempo ampliando o placar em mais um gol de Zé Lucas, dessa vez na saída de bola. A Suíça descontou dois minutos depois numa cobrança de tiro livre de Borer. Só que a seleção brasileira tinha Zé Lucas em noite inspirada. Em jogada de muita habilidade, o capixaba matou no peito e acertou uma linda bicicleta, fazendo 5 a 3.

Enganou-se quem achava que o jogo estava definido. A três minutos do fim, a Suíça diminuiu com Ott numa cobrança de tiro livre, tornando o final de partida dramático. A 47 segundos do término, veio o balde de água fria, pois Stankovic aproveitou um contra-ataque e igualou em 5 a 5. Os suíços ainda tiveram uma ótima oportunidade para virar, mas Ott desperdiçou a chance na cara do gol, e o duelo foi à prorrogação.

Nos cinco minutos de tempo extra, os dois times buscaram incessantemente o ataque, mas o placar não foi modificado. Com isso, a partida foi para os pênaltis. Nos penais, vitória suíça por 4 a 3 com Rodrigo desperdiçando a última cobrança brasileira. Além dele, Antonio também não converteu o seu tiro enquanto Lucão, Zé Lucas e Edson Hulk estufaram as redes.

Suíça: Mounoud, Steinemann, Borer, Stankovic e Ott. Reservas: Kessler, Looser, Misev, Ostgen, Spaccarotella, Hodel e Jaeggy. Técnico: Schirinzi Angelo

Brasil: Mão, Catarino, Rodrigo, Datinha e Mauricinho. Reservas: Antonio, Filipe, Lucão, Edson Hulk, Henrique, Rafa Padilha e Zé Lucas. Técnico: Gilberto Costa.

Fonte: ge

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠