Principal contratação do Vasco na temporada 2022, Palacios vem ganhando mais espaço no time

Carlos Palacios tinha apenas 29 minutos em campo na atual temporada quando desembarcou no Vasco. Sem oportunidades no Internacional, se tornou opção de mercado ao Cruz-Maltino, que buscava reforços para a Série B do Campeonato Brasileiro e o início da caminhada em São Januário tem sido, ao menos, promissor.

Apesar de ainda estar em processo de recondicionamento físico, o atacante entrou contra o CSA, no último sábado (7), teve boa atuação e ajudou na importante vitória da equipe da Colina, que se encontra bastante pressionada.

Palacios, inclusive, foi uma contratação que fugiu do perfil que o Vasco vinha adotando na janela de transferências. Já com o auxílio da 777, empresa que negocia para ser a investidora da SAF do clube, ele assinou por três anos, após investimento de US$ 1,5 milhão, cerca de R$ 8 milhões na cotação atual.

Até por conta do investimento e do tempo de vínculo, o Cruz-Maltino vem tratando todo o cenário ao redor do chileno de 21 anos com cautela, para que ele possa corresponder às expectativas. Porém, com o time em crise, sabe-se que há a necessidade de respostas rápidas, uma vez que a campanha na Série B é aquém da esperada.

O jogador estreou contra a Ponte Preta, na quarta rodada, e também contra a Tombense e CSA, os outros dois compromissos que o Vasco teve desde então. Ao todo, são 56 minutos e ainda espera ser titular pela primeira vez. Após o último jogo, o técnico Zé Ricardo fez elogios a Palacios e afirmou que o chileno “está crescendo”.

“Está em processo de recondicionamento, chegou um pouco acima do peso. Todos os funcionários do CT trabalham bastante com os jogadores e é isso que a gente está fazendo. Temos cuidado para não sofrer lesão. Hoje eu pretendia colocar ele um pouco antes, mas senti o Nenê bem na partida. (…) Como dizem no futebol italiano, que acompanha bastante, Palacios é um jogador que tem uma fantasia. Ou seja, um toque diferente. Além de ser muito forte no um contra um. Algumas vezes dentro da partida, nos duelos, ele ganhou, é muito forte. Está crescendo, temos que tirar a pressão dele. É um jogador adquirido pelo Vasco, contrato de três anos. A gente quer que ele faça a transição, o condicionamento dele e o entrosamento com o grupo de forma bem natural”, disse.

Na apresentação no clube da Colina, o atacante tinha dito que gostaria de voltar à fase que teve no Unión Española, quando se tornou destaque e chamou a atenção do Colorado.

“Eu quero voltar a ser o jogador do Unión Española. Quero voltar a ser aquele jogador que estava lá, como promessa. Mas não quero ser só promessa, quero dar o melhor de mim. Primeiro, quero ajudar o time, esse é o principal para mim. Vou dar tudo de mim para isso”, afirmou, na ocasião.

“Quando chegou a proposta do Vasco eu só tinha 30 minutos de jogo no ano [no Inter]. Não tinha nada o que pensar. Vasco chegou e eu não pensei duas vezes. É um contrato de três anos, com projeto a longo prazo, mas não quero começar no ano que vem. Eu quero começar agora, ajudar o time e levar o Vasco a onde ele merece estar”, completou, em outro momento.

Fonte: UOL