Gabriel Pec ressalta seu papel tático: ‘Eu jogo para a equipe, jogo para o Vasco’

A solidez defensiva explica a boa campanha do Vasco, vice-líder com 27 pontos e único invicto na Série B. Com apenas cinco gols sofridos, o Cruz-Maltino é o time menos vazado da competição, ao lado de Cruzeiro e Grêmio. No entanto, os méritos não pertencem apenas aos jogadores de defesa, mas também aos atacantes, em especial Gabriel Pec.

O atacante de 21 anos tem desempenhado um papel importante na recomposição defensiva e vem chamando a atenção pelo fôlego. Apesar de se doar bastante na marcação, Gabriel Pec costuma jogar a partida inteira, mostrando que o preparo físico está em dia. O trabalho tático feito pelo jogador é muito valorizado pela comissão técnica, mas não recebe o merecido destaque por parte dos torcedores. Em entrevista ao Jogada10, Pec destacou que joga para o time, mas revelou que vem se cobrando para também fazer gols.

“Realmente eu me cobro bastante para fazer gol, mas quem assiste o jogo, analisa a partida, vê o esforço da gente, tanto o meu, quanto o do Figueiredo, que somos os atacantes pelo lado da equipe. A gente tem um papel muito difícil, que é ajudar na marcação e também ir para o ataque. Eu creio que os meus gols vão voltar a sair e eu vou conseguir ajudar o Vasco, que é o mais importante. Porém mesmo sem os gols, estou ajudando bastante o grupo, no contexto geral. Claro que atacante vive de gols, mas se parar para analisar, ajudo bastante, principalmente na parte tática”.

O último gol de Gabriel Pec aconteceu no dia 7 de maio, na vitória sobre o CSA, por 1 a 0, em São Januário, pela 6ª rodada da Série B. Desde então o atacante viu outros jogadores marcarem e decidirem os jogos para o Vasco. Figueiredo contra o Bahia (1 a 0), Nenê diante do Brusque (2 a 0), Figueiredo, Andrey Santos e Nenê sobre o Náutico, Getúlio contra o Cruzeiro e Raniel no duelo diante do Londrina.

“Eu jogo para a equipe, jogo para o Vasco, então se o meu papel está dando resultado para a gente ganhar os jogos, isso que é o importante. Claro que eu não estou muito em evidência porque eu não estou fazendo os gols, mas eu acho que pelo papel tático, a gente está se dando bem e uma hora ou outra eu vou ser coroado, papai do céu vai me abençoar, assim como está abençoando os meus companheiros que fizeram os gols”, declarou Gabriel Pec.

Apesar do jejum de 7 jogos sem marcar, Gabriel Pec é o terceiro artilheiro do Vasco na temporada, com 4 gols, atrás de Nenê, que fez 8, e Raniel, que tem 10. Nesta sexta-feira, o atacante terá mais uma oportunidade de quebrar a marca negativa, diante do Operário-PR, em São Januário. O jogador é o único do elenco que esteve em campo contra o time paranaense, nas duas derrotas por 2 a 0 na Série B do ano passado.

“Estou me sentindo muito bem, é um sonho realizado. Trabalhamos bastante no CT e isso está dando frutos dentro de campo, que é o mais importante, conseguindo manter essa invencibilidade e consequentemente as vitórias. Com o apoio da torcida fica mais fácil. Agora é manter o objetivo, vencer o Operário para se aproximar cada vez mais do acesso”., finalizou.

Fonte: Jogada 10