Sem fator São Januário, Vasco perde mais uma vez e preocupa visando os próximos compromissos

Pela quarta vez seguida nesta Série B o Vasco foi jogar longe de seus domínios e voltou para o Rio de Janeiro sem nenhum ponto somado. Dessa vez, o algoz foi o CSA, que derrotou o Cruzmaltino sem muitas dificuldades pelo placar de 2 a 0. Anteriormente, o Vasco foi derrotado também por Ponte Preta (3-1), Vila Nova (1-0) e Sampaio Corrêa (3-1) fora de casa.

Um dos principais fatores positivos do Vasco nesta temporada – senão o principal – têm sido as festas que a torcida protagoniza em São Januário e/ou Maracanã. Foram várias as vezes em que vimos os torcedores vascaínos esgotarem seus ingressos disponíveis em questão de horas e, depois, terem vídeos viralizados como um exemplo de apoio incondicional. Fato é que tais acontecimentos vão além da festa apenas pela festa. O ambiente gerado pela torcida no Caldeirão tem livrado o time de muitas enrascadas. Mesmo em dias ruins, através do apoio das arquibancadas, já vimos o Vasco ressurgir dentro de uma própria partida e arrancar um resultado favorável.

Tudo isso tem ficado ainda mais claro se pegarmos o recorte recente de resultado e atuações do Cruzmaltino longe do Rio de Janeiro. De junho pra cá foram oito jogos fora de casa, cinco derrotas e três vitórias. Desses três triunfos, apenas uma grande atuação diante do Náutico é o ponto fora da curva positivamente, que, curiosamente, foi o primeiro jogo desse recorte estabelecido.

Depois disso, o Vasco atuou pior que seu adversário em quase todos os jogos, até mesmo na vitória por 1 a 0 diante do Londrina. Consequentemente, os resultados começaram a mostrar o que o campo dizia. A derrota para o CSA é apenas mais uma no cenário em que o Cruzmaltino é dominado pelo rival e não apresenta armas e nem vislumbres para uma recuperação dentro do próprio jogo.

Além desses atuais resultados serem um problema para o presente, eles também preocupam visando o calendário do Vasco à frente. A equipe vai enfrentar todas as equipes do G4 (Cruzeiro, Bahia e Grêmio) longe da Colina Histórica, além do Sport, atual 7º colocado e que também é um dos candidatos ao acesso. Apesar da ‘gordura’ de seis pontos estabelecida para o 5º lugar, tal sequência pode ser vital para o futuro da equipe nesta Série B.

E um destes desafios já é na próxima rodada, no dia 28 de agosto (domingo), quando o time enfrenta o Bahia, na Fonte Nova, às 16h.

Fonte: Esporte News Mundo