Participação na Copa do Brasil a partir de 2024 será definida pela classificação nos Estaduais

A CBF apresentou nesta segunda-feira, o regulamento da Copa do Brasil de 2023, mas que já traz também uma novidade relevante com relação à edição de 2024.

Isso porque, de acordo com o documento, a CBF irá extinguir as vagas para a competição via ranking nacional de clubes. A medida acaba fortalecendo as federações estaduais, uma vez que com 80 das 92 equipes se classificarão pelas competições locais.

Na edição de 2023, 10 equipes conseguiram suas vagas via o ranking nacional de clubes. Entre elas, três que estão na Série A do Campeonato Brasileiro: Santos, América-MG e Bahia. Também utilizaram pela última vez esse critério: Ceará, Juventude, Chapecoense, Avaí, Vitória e Ponte Preta.

Por estarem empatados no ranking, Guarani e Criciúma participarão de um sorteio, com data ainda a ser divulgada pela CBF.

Para 2024, o ranking que será utilizado pela CBF será o das federações, para a definição de quantas vagas cada uma terá direito a distribuir nas suas competições estaduais.

Federações mais bem colocadas, São Paulo e Rio de Janeiro terão direito a seis vagas via competições locais; Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná a cinco vagas; Ceará, Goiás, Santa Catarina, Bahia, Pernambuco, Alagoas, Mato Grosso, Pará e Maranhão, a três; enquanto os demais estados a apenas duas vagas.

Para todas as federações com direito a três vagas, as duas primeiras terão que ser obrigatoriamente destinadas ao campeão e vice de cada estadual, com a terceira ficando a critério de cada entidade que pode concedê-la em um torneio seletivo.

Nos casos das federações com cinco ou seis vagas, a obrigatoriedade da distribuição via campeonatos estaduais sobe para três.

Vale ressaltar que 12 clubes seguirão com direito a entrar já na terceira fase da Copa do Brasil. No caso, os representantes do País na Libertadores, além dos campeões da Copa do Nordeste, Copa Verde e Série B de 2023.

Caso essa lista não preencha as 12 vagas, as restantes serão distribuídas no Campeonato Brasileiro.

Fonte: ge

CBF prioriza estaduais e muda sistema de vagas da Copa do Brasil; entenda

A CBF anunciou mudanças para a Copa do Brasil de 2024, priorizando as vagas adquiridas pelos estaduais espalhados pelo país já no ano que vem.

Quais são as mudanças?

A partir de agora, o ranking nacional de clubes da entidade não será utilizado de maneira direta na composição dos times do torneio

Com a mudança, 80 das 92 equipes participantes vão garantir um lugar na competição a partir de seus desempenhos nos campeonatos estaduais já em 2023

As federações de São Paulo e Rio de Janeiro terão direito a seis vagas cada no novo critério; Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná contam com cinco lugares disponíveis

Ceará, Goiás, Santa Catarina, Bahia, Pernambuco, Alagoas, Mato Grosso, Pará e Maranhão têm três vagas cada, e o restante das federações possuem duas cada

As 12 vagas restantes não entram na conta e são originárias de quem disputa a Libertadores (além dos campeões da Copa do Nordeste, da Copa Verde e da Série B). A classificação do último Campeonato Brasileiro pode ser utilizada para preencher o número.

Clubes que fazem parte da lista destes 12 escolhidos continuam estreando na 3ª fase da competição

Fonte: UOL