'De boa', Bernardo curte recomeço e mira o topo no Vasco: 'Sempre sonhei'

A palavra recomeço não costuma deixar o vocabulário de Bernardo evoluir. Profissional desde 2009, o meia vive às voltas com problemas extracampo que não permitiram que seu futebol sobressaísse nos quatro clubes que defendeu. Pai de quatro filhos, ele curte nova fase de boas atuações no Vasco no início de 2014 e mostra evidente esforço para atingir a maturidade, aos 23 anos, e dar outro rumo à carreira. Medindo as palavras, em paz consigo mesmo e com um objetivo na cabeça: ser ídolo do clube que o acolheu e da torcida que o tem como xodó.
 
O menino de estilo rebelde e veia explosiva, facilmente identificados pelos cabelos pintados, em comemorações de gols e palavras fortes na beira do gramado, ainda está lá. Mas Bernardo garante estar disposto a controlar esse lado e não olhar mais para trás após uma temporada dura com a grave lesão no joelho e a investigação de espancamento que teria sofrido numa favela carioca. Sem Juninho e Dedé em São Januário, o salto para ser ídolo está em seus pés.
 
 
bernardo vasco (Foto: André Casado)
 
 
 
– Sempre sonhei em chegar nesse momento. Estou muito tranquilo, depois de tudo o que passei e ficou para trás. Só penso na camisa que gosto, que me faz bem. Sou muito grato ao Vasco, independentemente de tudo o que aconteceu. Se continuar jogando bem, fazendo gol, vou chegar lá. Quando fiz três gols sobre o Madureira (na estreia, em fevereiro de 2011), disse que queria títulos e conquistamos a Copa do Brasil. Mas as vitórias pararam. Vamos lutar muito para o Vasco voltar a ser campeão como era antes – afirmou.
 
No rosto do camisa 31, parecem ter saído as expressões de angústia e dúvida para ficar o sorriso. Ele confirma que se sente bem e parte da responsabilidade se deve ao técnico Adilson Batista, que o lançou no Cruzeiro, e ao diretor executivo Rodrigo Caetano, dois paizões.
 
– Tô de boa, tranquilo mesmo. O Adilson está sendo importante para mim. Ele e o Rodrigo também. Então estou tendo o prazer de trabalhar de novo com duas pessoas que querem meu bem e me ajudam. É importante ter alguém em que você confia, que tem um carinho enorme. Espero que possamos aqui no Vasco ter o mesmo estilo de vida do que no início do Cruzeiro, quando batemos na trave numa Libertadores.
 
Também é simples de se notar o desconforto do meia com respostas eventualmente genéricas que é orientado a dar para fugir de polêmicas. Tanto que ele não deixa de citar a assessoria de imprensa do Vasco pela ajuda no às vezes temido pelos jogadores contato com os jornalistas.
 
Sondagem do exterior
Pouco a pouco, Bernardo assegurou seu espaço na equipe, depois de começar atrás na parte física na pré-temporada. Será titular do ataque contra o Nova Iguaçu, neste domingo, às 17h, em Volta Redonda, provavelmente ao lado de Montoya, outro xodó das arquibancadas, e de Edmílson. Isso tornou a despertar a cobiça de europeus. Um time do futebol russo o sondou, mas, a princípio, não há proposta oficial. Ele custou ao Vasco cerca de R$ 3,5 milhões.
 
A concorrência, aliás, vai aumentar já na próxima semana. A diretoria vai oficializar a contratação de Douglas, por empréstimo do Corinthians. Político, Bernardo é só elogios.
 
– Vai ser uma disputa sadia. Ele é um jogador inteligente, que bate bem na bola. Tive o prazer de jogar contra várias vezes e vai nos ajudar muito – comentou.
 
Em versão light, Bernardo é o alicerce da reconstrução paralela do clube, após o segundo rebaixamento para a Série B. A torcida espera que a sintonia dure mais tempo, deixe os desvios de lado para enfim ganhar um final feliz.
 
Fonte: GloboEsporte.com

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠