Sem Dinamite, conselheiros do Vasco estudam lançamento de chapa própria

 

As eleições do Vasco podem ganhar um novo personagem político nesta noite de terça-feira. Um grupo de conselheiros eleitos na segunda gestão Roberto Dinamite promove votação para definir candidatura e até o nome que seria lançado na chapa para as eleições deste ano – que ainda não têm data definida, mas conta com encontro da Junta Deliberativa na segunda que vem para dar início ao processo eleitoral em São Januário. Sem pedir e nem contar com o apoio de Dinamite, os conselheiros devem decidir por uma surpreendente candidatura isolada no pleito que já tem o ex-presidente Eurico Miranda, o ex-vereador Roberto Monteiro e o ex-vice de finanças Nelson Rocha como pré-candidatos.  

Fortalecidos com o atendimento de algumas cobranças feitas no fim do ano passado, após a queda para a Segunda Divisão – entre elas a saída de alguns executivos, a diminuição de poderes (e de salário) o diretor-geral Cristiano Koehler, além de novos nomes para vice-presidências vagas -, cerca de 40 nomes que se reúnem toda terça-feira no clube vão para encontro decisivo na noite desta terça. A expectativa é pela definição de um novo candidato.

– Hoje, cada um está liberado para apoiar quem quiser. Mas eu sou um dos que são a favor de lançarmos um nome. Vamos ver quem se habilita. Temos pessoas no nosso grupo que estão no Vasco há muito tempo, que participaram de várias eleições. Vamos ver quem tem tempo e perfil para o cargo, porque, hoje, os demais não nos representam – diz Agostinho Taveira Filho, um dos membros do Conselho Deliberativo eleitos para o triênio 2011 a 2014.

O conselheiro lembra que não houve aproximação com Dinamite e nem há afinidade com os outros pré-candidatos, nem mesmo com aqueles que ainda não fecharam questão sobre a possibilidade de disputar a sucessão presidencial deste ano. 

– Não somos reféns do Roberto. Se ele diz que não é candidato, podemos decidir o que vamos fazer – lembra Taveira. 

Em dezembro, em crise, sem sustentação política e com movimentos tímidos de impeachment surgindo, Dinamite aceitou as sugestões de nomes indicados pelo grupo para fazerem parte da diretoria. Entraram Jayme Lisboa Alves, Victor Ferreira e Claudio dos Santos para as pastas de finanças, marketing e relações públicas, respectivamente. Esses se juntaram a outros da base política do presidente e que participam do grupo que pretende lançar candidato nessas eleições – entre eles outros vice-presidentes.

Fonte: Globo.com

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠