Candidato vai ao MP e pede apuração por cadastro de sócios no Vasco

Nelson Rocha Vasco (Foto: Raphael Zarko)
 
A polêmica adesão em massa do mês de abril de 2013 pode parar no Ministério Público do Rio. Nessa quinta-feira, Nelson Rocha, candidato à presidência do clube, levou ao MP carioca uma notícia crime contra Eurico Miranda e Roberto Monteiro, outros postulantes à sucessão de Roberto Dinamite. O ex-vice de finanças da gestão Dinamite pede a investigação da entrada de mais de três mil pessoas para o quadro social vascaíno em um único mês do ano passado – com 1.730 no último dia de abril.

– Existe a real possibilidade do cometimento de fraudes perpetradas contra a lisura do justo pleito eleitoral. Fraudes que têm como maior sujeito passivo – não o noticiante – mas a própria centenária e vitoriosa instituição Vasco da Gama. Que isenção eleitoral pode haver em alguém que nem mesmo é responsável pelo pagamento de suas próprias mensalidades? – questiona o ex-dirigente vascaíno no documento entregue ao Ministério Público, que deve responder se aceita a denúncia e inicia investigação na próxima semana.

Na segunda, a Junta Deliberativa se reúne em São Januário, às 11h, para revisão e apuração da lista de elegíveis e de eleitores. A expectativa é para ver qual lista Olavo Monteiro de Carvalho, presidente da Assembleia Geral, deve apresentar no encontro que terá a participação de presidentes dos demais poderes vascaínos – Roberto Dinamite, Eurico Miranda (Conselho de Beneméritos), Abílio Borges (Conselho Deliberativo) e Abílio Borges (Conselho Fiscal).

 
Documento Eleições Vasco (Foto: Reprodução)

Anteriormente, Nelson Rocha, do grupo Vira Vasco, havia entrado com notificação extrajudicial pedindo explicações ao presidente do Vasco e ao vice-geral Antônio Peralta sobre as investigações em curso pela comissão de sindicância. Segundo ele, não houve resposta dos dirigentes.

– Todo mundo fala do assunto no Vasco, mas ninguém faz nada. Primeiro notificamos, mas não obtivemos resposta. Agora estamos denunciando essa prática lesiva à eleição do Vasco. Espero que o Ministério Público investigue a fundo o “mensalão” – disse Rocha.

Na notícia crime, o ex-vice de finanças anexa a reportagem do GloboEsporte.com de outubro do ano passado. A matéria mostrava que quase duas mil pessoas viraram sócias do Vasco no último dia de abril. Ainda havia depoimentos, como do presidente do Olaria, Augusto Pinto Monteiro. Pintinho, como é conhecido o dirigente, afirmou que José Luis Moreira (ex-vice de futebol de Eurico) havia deixado o Olaria para investir nas eleições do Vasco. Peralta também dizia que o candidato do grupo Casaca! “pagava mensalidades dos seus amigos” na secretaria do clube.

Fonte: GloboEsporte.com

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠