Rodrigo Caetano fala sobre a busca de reforços para o Vasco

 
Em busca de reforços para a Série B e a Copa do Brasil, o Vasco vem tendo dificuldades por conta da situação financeira e das escassas opções no mercado. O diretor executivo Rodrigo Caetano destaca que o Vasco segue atento e que a posição prioritária é o ataque: 
 
“O que fica difícil hoje para quem trabalha e para quem o faz com seriedade é que existem muitas pessoas que acabam participando de redes sociais, de situações de opiniões e muitas das vezes nós como profissionais temos que sair e desmentir boatos e possíveis notícias. Está cada vez mais difícil isso porque acaba nos impedindo de manter o foco que é a realidade de seu trabalho.
 
Isso acontece porque eu trabalho num grande clube como o Vasco, mas isso atrapalha nosso trabalho, nosso dia a dia porque muitas coisas são plantadas no dia a dia e a gente respeita os torcedores e procura passar a verdade daquilo que acontece. Nosso momento não é segredo para ninguém, a dificuldade financeira é muito grande, mas ao mesmo tempo eu entendo que nós conseguimos em dois meses e meio muitos avanços em relação ao elenco, a equipe não é a melhor, mas não perde em nada para aqueles que são grandes potências. Conseguimos jogadores de muito bom nível técnico, uma boa espinha dorsal e estamos sempre atentos a boas oportunidades de negociação para o Vasco. É de nossa intenção buscar um atacante, não conseguimos dentro do prazo do Campeonato Estadual, mas continuamos buscando.” 
 
Atletas como o meia Hugo e o atacante Emerson Sheik chegaram a ser especulados, mas Rodrigo rechaçou qualquer possibilidade de contratação dos dois atletas: 
 
“Não, nenhum dos dois e em momento nenhum. Quando contratamos o Douglas, preenchemos a vaga no meio de campo, Dakson e Montoya também atuam por ali, estamos bem servidos. Em relação ao Emerson, é um grande jogador e vencedor, mas a condição financeira do Vasco não permite pensar num jogador desse nível.” 
 
Questionado no programa Caldeirão Vascaíno, da Rádio Livre 1440 AM, se há alguma negociação em andamento, Rodrigo assim respondeu: 
 
“Existem sondagens em nível de estudo, mas não há nenhuma negociação em andamento. Além disso, não há negociação de jogadores para chegar, tampouco para atletas saírem daqui.” 
 
Fonte: Supervasco

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠