Aproveitamento da base no profissional é o maior dos últimos cinco anos

Não é segredo para ninguém que o maior objetivo do trabalho de formação é o de abastecer o time profissional com atletas de qualidade. A intenção é a de que os promovidos possam trazer benefícios para o clube dentro e fora de campo. Nos últimos anos, o Vasco da Gama tem conseguido obter sucesso nessa empreitada. Alan Kardec, Allan, Alex Teixeira, Danilo, Marlone, Phillipe Coutinho, Romulo e Souza são alguns pratas da casa que se encaixam nesse perfil.

O trabalho de formação, porém, não se resume apenas aos nomes acima mencionados. A “Fábrica de Craques” segue a todo o vapor em São Januário. Na atual temporada, o clube da Colina teve jovens convocados para a Seleção Brasileira em todas as categorias. Campeão do Campeonato Carioca após 12 anos, o cruzmaltino colocou em campo atletas oriundos de sua base em todas as 65 partidas que disputou neste ano de 2015.

Titular absoluto da defesa vascaína, Luan Garcia foi o mais utilizado, com 43 aparições. O zagueiro só não atuou mais devido sua participação nos Jogos Pan-Americanos. Logo atrás do defensor estão o meio-campo Jhon Cley, negociado com o Al-Qadisiyah, da Arábia Saudita, e o atacante Thalles, com 30 partidas disputadas. Emprestado ao Minnesota United, dos Estados Unidos, o também avançado Yago disputou 23 jogos e aparece na quarta colocação.

O goleiro Jordi, substituto imediato de Martín Silva, e o volante Bruno Gallo, destaque nas últimas partidas do Brasileirão, também aparecem na lista. O mesmo vale para o goleiro Charles, os laterais Henrique e Lorran, o zagueiro Jomar, o meio-campista Matheus Índio e os atacantes Marquinhos do Sul, Renato Kayzer, Romarinho e Thiago Mosquito. O goleiro Gabriel Félix, volante Jonatas Paulista e o armador Mateus Vital não atuaram, mas foram relacionados para alguns jogos.

20151111135801_121

O aumento do aproveitamento de jovens no elenco principal é outro dado que merece ser exaltado. A soma de todas as partidas dos pratas da casa em 2015 é, até o momento, igual a 159, quantidade que já é superior ao das temporadas de 2014, 2013, 2012 e 2011. Se o treinador Jorginho repetir os últimos compromissos e voltar a utilizar o zagueiro Luan e o volante Bruno Gallo nas próximas quatro partidas, o cruzmaltino conseguirá superar também o ano de 2010.

Por entender a importância do trabalho desenvolvido nas categorias de base para o seu futuro, o Vasco da Gama buscará aumentar o espaço de suas jovens promessas no time de cima em 2016. Foi pensando nessa estratégia que o clube intensificou na atual temporada a integração entre as categorias. Esse processo diminui a distância entre as equipes e deixa os jogadores mais à vontade no momento de uma transição.

– Lançar jovens sempre foi uma marca do Vasco ao longo de sua história. Muitos são os jogadores que revelamos e se destacaram no cenário do futebol. O Coutinho e o Alex Teixeira, que hoje estão brilhando na Europa, são frutos do trabalho que o clube voltou a desenvolver no fim do ano passado. O Luan e o Bruno Gallo também fazem parte desse processo. O aproveitamento da base cresceu neste ano, mas queremos aumentá-lo ainda mais no ano que vem. Nosso objetivo é ter no futuro um elenco profissional com 50% de pratas da casa. Depende de muitos fatores para isso acontecer, mas iremos lutar para alcançar essa meta. Uma coisa, porém, é certa: a base sempre será valorizada aqui no clube – afirmou Álvaro Miranda, diretor geral das categorias de base.

20151111142726_624

Atletas revelados em São Januário utilizados na temporada de 2015:

Luan (zagueiro): 43 jogos
Thalles (atacante): 30 jogos
Jhon Cley (meio-campo): 30 jogos*
Yago (atacante): 23 jogos*
Jordi (goleiro): 15 jogos
Bruno Gallo (volante): 11 jogos
Charles (goleiro): 09 jogos
Jomar (zagueiro): 05 jogos
Lorran (lateral-esquerdo): 05 jogos
Romarinho (atacante): 04 jogos
Marquinhos do Sul (atacante): 04 jogos*
Matheus Índio (meio-campo): 03 jogos
Renato Kayzer (atacante): 03 jogos
Henrique (lateral-esquerdo): 03 jogos
Thiago Mosquito (atacante): 01 jogo*

* Os jogadores não fazem mais parte do elenco vascaíno na reta final da temporada

Soma de todas as partidas de pratas da casa nas últimas temporadas:

2015- 159 jogos
2014- 151 jogos
2013- 111 jogos
2012- 97 jogos*
2011- 117 jogos*
2010- 169 jogos*
2009- 186 jogos
2008- 343 jogos

* Desconsiderando os jogos em que Felipe, revelado na década de 90, foi utilizado

Fonte: VASCO.com.br

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠