Vasco inicia reformulação e analisa renovações de Diguinho e Julio César


O momento, por enquanto, não é de contratações em São Januário. Com um elenco inchado, com 43 jogadores, a prioridade da diretoria vascaína é definir as renovações e dispensas antes de investir no mercado. As avaliações serão feitas pelo presidente Eurico Miranda, pelo gerente de futebol Isaías Tinoco e pela dupla Jorginho e Zinho. O treinador já avisou que pretende trabalhar com grupo de no máximo 30 atletas. E Eurico deixou claro na entrevista coletiva da última quarta-feira que 90% dos jogadores que tem contrato até o fim de 2015 serão liberados.

Da lista de 20 nomes que inclui jogadores como Anderson Salles, Christiano, Bruno Teles, João Carlos, Alessandro, Marlon, Rafael Copetti, Charles, Seymour, Jean Patrick, Victor Bolt, Nei, Dagoberto, Lucas, Biancucchi e Bernardo, apenas o volante Serginho e o zagueiro Aislan têm chances de permanecer. Autor de gols decisivos em 2015 e também com contrato perto do fim, Rafael Silva vai defender o Veracruz, do México. Já Romarinho deixou o clube antes mesmo do fim do Campeonato Brasileiro com destino ao Zweigen Kanazawa, do Japão.

Entre os que voltam de empréstimo e ainda tem contrato e vigor, apenas Yago e William Barbio podem ser reaproveitados. Enquanto isso, o paraguaio Aranda, emprestado ao Olímpia, negocia a rescisão amigável no seu último de compromisso.

Diguinho e Julio César devem renovar

Ao mesmo tempo, a diretoria também analisa a situação de outros jogadores do elenco com contrato curto como Riascos, Diguinho e Julio César. O colombiano, emprestado pelo Cruzeiro, fica pelo menos até o meio do ano. Já o lateral e o volante, com compromissos até maio e junho, respectivamente, poderiam assinar pré-contratos com outros clubes em breve, mas devem estender seus vínculos para a disputa da Série B do Brasileirão. Isso caso se encaixem na realidade financeira do clube.

– O Vasco já me passou que o interesse do clube é renovar o contrato. Diguinho tem compromisso até o fim do Carioca, mas está muito satisfeito e quer ficar. Claro que a diretoria tem outras prioridades no momento, mas estamos esperando novos contatos para tocar essa renovação – explicou o empresário de Diguinho, Rafael Correia.

Seu César, ex-atacante do Vasco e pai de Julio César, também confirmou que o lateral já foi informado pela diretoria do desejo da renovação. Torcedor do clube, o familiar se mostrou satisfeito em ver o filho jogando no Cruz-Maltino após defender os outros três grandes do Rio de Janeiro, disse que ele está feliz em São Januário e torce para jogar lá até encerrar a carreira.

– Comigo ninguém conversou nada, mas meu filho falou que já procuraram ele demonstrando vontade de renovar. Vou torcer para isso (filho aposentar no clube), que ele faça agora em 2016 ainda melhor do que fez em 2015 – afirmou.
Diguinho, de 32 anos, e Julio César, de 33, viveram trajetórias parecidas em 2015. Depois de começarem a temporada sem clube, chegaram ao Vasco em maio, após o Carioca, e foram apresentados juntos. A dupla demorou a se firmar – o volante conviveu com lesão e um problema na coluna que o afastou dos gramados, e o lateral começou na reserva de Christiano -, mas terminou o Brasileiro como titular e com moral com Jorginho. O meio-campo disputou 13 partidas pela equipe, enquanto o ala fez 27 e marcou dois gols.

Fonte: GloboEsporte.com

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠