De dispensável a volante e zagueiro, Rafael Vaz avalia seu ano no Vasco

O zagueiro Rafael Vaz começou o ano em baixa e terminou com moral, mesmo com o Vasco rebaixado. Ao longo do Brasileirão, o defensor foi usado na zaga e tembém no meio-campo, pelo técnico Jorginho. O jogador agradeceu as pessoas que lhe deram apoio no momento difícil, principalmente o ex-gerente de futebol, Paulo Angioni, e espera, em 2016, ter mais oportunidades de mostrar todo o seu futebol.

“Esse foi um ano muito difícil para mim, até mesmo porque comecei o ano treinando em separado. Mas pude trabalhar, vim aqui, fiz meu trabalho, acho que foi isso. Queria agradecer muito ao Paulo Angioni, que mesmo eu treinando separado, vinha, falava, ajudava, e graças a ele e outras pessoas, que eu pude voltar a mostrar o meu trabalho. E esse ano para mim, particularmente, foi difícil, mas tenho certeza que vai acabar muito melhor do que os outros anos”.

Rafael tem contrato com o Vasco até junho de 2016, e deve permanecer no clube para próxima temporada. Em 2015, além de Vaz, o clube contou com Luan, Rodrigo, Jomar, Aislan e João Carlos para zaga.

Fonte: Super Rádio Tupi

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠